Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...
* as opiniões expressas neste espaço não representam, necessariamente, a opinião do 4oito

Aumenta o número de salas comerciais fechadas no Centro de Criciúma

Ney Lopes
Por Ney Lopes 24/09/2020 - 07:10Atualizado em 24/09/2020 - 07:13

É cada vez maior o número de salas comerciais desocupadas na área central da cidade. Passa pela Rua Seis de Janeiro, calçadão da Nereu, Henrique Lage, Getúlio Vargas, Pedro Benedet, recentemente a desocupação do imóvel da Peugeot e esta semana o Bradesco da Marcos Rovaris fechou. Todas as enormes salas já ostentam a placa de “aluga-se”, algumas há meses e meses fechadas.

Vitória Zatta vista pelas lents de Panchera Fotos em pleno Sol da Primavera

DIZEM mas não confirmo que tem candidato à prefeitura de Criciúma atrás do mapa da cidade, pesquisando e decorando a localização e os nomes de cada um dos bairros. Os postulantes à vaga do Clésio não querem passar o que passou o candidato petista Chico Ternura Balthazar que não soube responder a pergunta do atual prefeito, que pediu durante um debate o nome de três bairros nas proximidades de Morro da Fumaça e o petista gaguejou e não soube responder.

BEM lembrado: ontem completaram os 14 dias (período de incubação do Covid-19) desde que as Serras, praias, bares, restaurantes, ruas cheias, abarrotadas, aglomerados todos sem máscaras durante o feriadão de 7 de Setembro. Hospitais abarrotados? Não.

Xororó, um dos principais empresários de eventos do sul, e parte de seu staff pedindo a volta dos eventos

DENTRO da programação dos 20 anos do curso de Farmácia da Unesc, nesta quinta-feira à noite, terá participação virtual do ex-ministro Nelson Teich.

DISSE o colunista Raul Sartori que: mercado imobiliário de Balneário Camboriú parece não estar nem aí para a crescente imagem negativa que a cidade vem ganhando no resto do país como paraíso para os barões do tráfico. Aquele passarinho veio dizer, como que um alerta, que as empresas do segmento deveriam começar a se preocupar quanto a origem do dinheiro de seus clientes. Domingo, o Fantástico exibiu outra matéria da prisão de um barão do tráfico ostentando em festas e iates e na sua cobertura em Camboriú. Ontem, outro traficante paraguaio foi preso numa outra mansão em Balneário.

JUCELINO Maques Barbosa foi o piloto do fogão a lenha com um saboroso gallo in umido com una bella polenta no espaço gourmet do "Rifiuto" no Principado do Caravaggio, o Distrito mais italiano do Brasil na noite de ontem. Na fila da rangacera, além do dono da boca Edésio Spillere, alguns nomes do cenário empresárial, social e eucarístico de Criciúma e Caravaggio.

No vídeo abaixo, a tradicional polenta com galo ensopado ontem, no Caravagio, o Distrito mais italiano do Brasil.

A 4ª Turma do STJ julgou , ontem, um caso bem antigo envolvendo o Copacabana Palace, o mais charmoso hotel brasileiro. É que herdeiros de Francisco Castro Silva, sócio de Octávio Guinle na construção do hotel, em 1923, reclamam que em 1994 foi feita uma emissão de ações que reduziu a participação da família no negócio. O TJ do Rio deu ganho de causa à família, estabelecendo uma indenização milionária. O que está em julgamento, agora, é um recurso contra essa decisão, movido pelo grupo Orient-Express Hotel, que comprou o Copacabana Palace em 1989, e há dois anos o transferiu para o grupo LVMH, dono da Louis Vuitton.

4oito

Deixe seu comentário