Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...

Quem foi o culpado pela derrota em Goiânia?

Marco Búrigo
Por Marco Búrigo 15/04/2018 - 15:13Atualizado em 15/04/2018 - 15:22

Culpa de quem? 

É natural tentarmos depositar a culpa de uma derrota em determinado jogador ou num lance de uma partida. O primeiro revés do Tigre na Série B teve o garoto Andrew como grande pivô. O atacante, que jogou mais uma vez improvisado na lateral, perdeu uma bola dominada no campo de defesa, possibilitando o gol de empate do Atlético de Goiás, que mais tarde seria determinante para uma virada. Andrew também falhou no segundo gol ao não conseguir rifar uma bola do sistema defensivo. A furada custou o segundo gol do time goiano. Mas teve a falha também do goleiro Luiz, que não conseguiu segurar um chute despretensioso. Argel também apontou outro culpado: a arbitragem. O treinador viu pênalti num dos ataques do Tigre na etapa final. Em resumo, foram erros normais e naturais de uma estreia, mas que não poderão ser repetidos ao longo da competição.

Tigre perdeu para o Atlético de Goiás por 3 a 2 no Estádio Olímpico (Foto: Esporte Goiano) 

Maior erro 

É fácil crucificar Andrew. Ele perdeu uma bola fácil. Furou feio em outro lance. Não tem cacoete de lateral marcador. Foi o mesmo Andrew improvisado do Catarinense, mas com uma dificuldade maior pelo fato de ter do outro lado um adversário de Série B. Mas o grande erro mesmo do Tigre esteve nos bastidores. Como pode o departamento jurídico do Criciúma não perceber que Marlon estava suspenso desde a época do Brasil de Pelotas? Erro infantil. 

Dividir a culpa 

Essa culpa por não perceber a suspensão e permitir que a comissão técnica trabalhasse a semana inteira com Marlon entre os titulares, precisa ser dividida entre o Criciúma e as pessoas que cuidam da carreira do jogador. Ninguém sabia da punição? Nenhum empresário ou agente? O jogador não informou ao clube? São dúvidas que precisam ser dirimidas internamente. Esse é um assunto para Nei Pandolfo e Emerson Almeida tratarem com o presidente Jaime Dal Farra. 

Consequências 

Essa falha na comunicação entre o Criciúma, Marlon e o Brasil-Pe foi amenizada com a comunicação da CBF, afinal o Tigre foi literalmente “salvo pelo gongo”. Se não tivesse o aviso da entidade, o Tigre corria o risco de perder pontos de maneira infantil. Acabou não conquistando nada também dentro de campo, mas com Marlon entre os titulares a história do jogo poderia ter sido outra. 

Ninguém veio pra resolver? 

O Criciúma poderia ter iniciado a Série B com duas novidades: o volante Liel e o atacante Nicolas. Mas somente Nicolas jogou, e entrando na etapa final. É natural esse cuidado do técnico Argel em colocar os novatos, mas será que nenhuma contratação veio pra resolver o problema do time? É outro questionamento que ronda a cabeça do torcedor carvoeiro. Cadê os reforços? Cadê?

Andando em campo 

O Criciúma foi intenso nos primeiros 40 minutos da estreia do Brasileiro, mas somente um destoou em campo: o atacante Zé Carlos. Um dos mais carismáticos jogadores do Tigre está literalmente “andando em campo”. É visível que Zé está se poupando para poder suportar os 70 e tantos minutos de contrato. Mailson e João Paulo tentam correr por ele, mas a situação não anda fácil para “Zé do Gol”. Os 35 anos estão literalmente pesando. 

Destaque A Tribuna 

O Grêmio começou bem o Brasileiro da Série A. Boa vitoria diante do Cruzeiro, no Mineirão. Foi a revanche da semifinal da Copa do Brasil do ano passado. Um bom resultado que anima o grupo gremista para o próximo desafio da Copa Libertadores da América. Outro detalhe interessante é o atacante André ter deixado o gol dele logo na rodada inaugural. É mais um atleta que poderá se reabilitar no time gaúcho. 

Nota Zero 

O Água Verde foi eliminado no julgamento da Liga do Mampituba, organizadora da Copa Sul dos Campeões. Com isso, o Santos Salvan será o adversário do Ouro Negro de Forquilhinha. Ainda cabe recurso ao Água Verde, mas não deverá mudar o resultado do julgamento. Uma pena a competição ter ficado paralisada e prejudicada por erros de clubes e da própria Liga organizadora que atrasou na marcação do julgamento. 
 

4oito

Deixe seu comentário