Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...

Chumbinho terá que se adequar a realidade financeira do Criciúma

Marco Búrigo
Por Marco Búrigo 07/12/2017 - 11:27Atualizado em 07/12/2017 - 11:31

Chumbinho vêm aí

A chegada de Newton Drummond irá profissionalizar o futebol do Criciúma. A grande dúvida é sobre o potencial de Chumbinho dentro da realidade financeira do Tigre. Será que o diretor irá conseguir montar um time competitivo, mesmo com um orçamento muito inferior ao que estava acostumado a trabalhar no Internacional, por exemplo? Não há garantia de nada, mas as chances do Tigre aumentam bastante para a próxima temporada.

Chumbinho teve uma grande trajetória no Internacional (Foto: Fernando Gomes)

Currículo

O currículo de Chumbinho gera uma grande expectativa no torcedor carvoeiro. O profissional participou dos principais títulos do Internacional, como Libertadores da América e Copa Sul-Americana. Não há como negar que a experiência de Chumbinho nos bastidores é muito maior que a de Emerson Almeida. Os dois juntos poderão fazer uma boa parceria.

Anúncio do treinador

O anúncio do treinador do Criciúma está próximo. A intenção é divulgar o nome ainda hoje. No máximo no final de semana. O Tigre não tem muito tempo. Já passou da hora do acerto com o novo comandante e a definição do futuro de alguns atletas do atual elenco. Faltam apenas 40 dias para a estreia no Campeonato Catarinense 2018.

Média de Público

Entre os 128 clubes das Séries A, B, C e D, o Criciúma foi apenas o 49º colocado em média de público no ano de 2017. O Tigre conseguiu ficar atrás de vários times da Série C e D. A média de público do Tigre em jogos no Majestoso foi de 2.919 torcedores. Alow Dal Farra, é preciso rever o preço das mensalidades e dos ingressos!!

Média de público no Majestoso foi decepcionante em 2017 (Foto: Caio Ricardo)

Destaque A Tribuna

Vai começar a disputa pelo título do Mundial de Surfe Profissional. A última e derradeira etapa do Circuito Mundial, em Pipeline, abre a janela de competição hoje e vai até o próximo dia 20. O brasileiro Gabriel Medina precisa ganhar a etapa e torcer para que o havaiano John John Florence não avance além das quartas-de-final. Da-lhe Brazilian Storm!

Nota Zero

A Conmebol estuda a possibilidade de fazer a final da Libertadores em campo neutro. A final da edição de 2018 ainda será disputada em duas partidas, uma na casa de cada time finalista. Na última reunião do Conselho da entidade, que será realizada daqui duas semanas, em Assunção, haverá uma discussão sobre a viabilidade da final em jogo único a partir de 2019. Não vejo como a melhor opção.

4oito

Deixe seu comentário