Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...

Tigre ostentação

Minha coluna de hoje em A TRIBUNA
João Nassif
Por João Nassif 13/12/2018 - 07:25

TETO BAIXO
Vários jogadores especulados pelo Criciúma não são contratados pois esbarram nos salários. A G.A. define um teto e não tem aberto mão dos valores estipulados, por isso não consegue jogadores de peso que poderiam resolver alguns dos problemas que o time tem enfrentado. A bola da vez, a primeira visando 2019 é o meia Daniel Costa que fez uma série B muito boa pela CSA, inclusive foi um dos destaques do acesso do time alagoano. O jogador poderia resolver um problema crônico do time que é a falta de um bom meia armador, mas o tal de teto dificulta qualquer negociação.

XARÁS
Não confundir o Daniel Costa do CSA com o Daniel Costa que jogou a série B pelo Figueirense. Este foi um dos parceiros do Liel no campeonato catarinense com a camisa do Tubarão. Os dois foram importantes pelo terceiro lugar do time no estadual.

OSTENTAÇÃO
O passo dado pelo presidente Jaime Dal Farra ao contratar a assessoria do Ricardo Rocha abriu os olhos de possíveis reforços para pedidas mais altas. Não sei nem me interesso em saber quanto o ex-jogador vai ganhar, mas como já afirmei foi um luxo desnecessário que poderá dificultar algumas contratações. 

PREPARAÇÃO MANCA
Sem poder enfrentar adversários mais qualificados visando à preparação para a Copa América a seleção brasileira terá que se contentar com seleções do segundo escalão do futebol mundial. Isto devido os europeus estarem envolvidos com as eliminatórias para a Eurocopa e as datas FIFA serão preenchidas com confrontos de valor infinitamente maior que meros amistosos.

SUPERIORIDADE
Se fica difícil para o futebol brasileiro, também não será fácil para os adversários que medirão forças na Copa América. Nesta falta de melhores alternativas a seleção brasileira leva imensa vantagem sobre as outras do continente e como jogará em casa não terá dificuldades de conquistar mais um título sul-americano.

PRESENÇAS
Desde que foi implantado em 2003 o campeonato brasileiro da série A por pontos corridos somente cinco clubes participaram de todas as 16 edições: Cruzeiro, Flamengo, Fluminense, Santos e São Paulo. Destes cinco, o Fluminense é o único que já foi rebaixado, os demais estiveram sempre presentes na primeira divisão desde que o campeonato foi implantado em 1971. Outro clube que nunca foi rebaixado é a Chapecoense, mas subiu em 2014, portanto, na próxima temporada irá participar do campeonato pela sexta vez consecutiva.

TÍTULOS
O Corinthians é o maior vencedor nestas 16 edições do campeonato brasileiro. Levantou a taça em quatro temporadas. A seguir vêm Cruzeiro e São Paulo com três títulos cada um, Fluminense e Palmeiras foram duas vezes campeões, Flamengo e Santos venceram apenas uma vez.  

PONTUAÇÃO
Os cinco clubes que participaram de todos os campeonatos desde 2003 disputaram cada um 628 jogos. O São Paulo, tricampeão, com 1.040 é o time que mais acumulou pontos, seguido pelo Cruzeiro com 994 pontos e do Santos que conquistou 969 pontos em 13 edições. O Flamengo é o quinto colocado com 919 e o Fluminense o oitavo com 891 pontos.

MEMÓRIA
13/12/2006 – “Feito o jogo”
Com o final das indefinições, o ex-jogador Gelson Silva foi confirmado na tarde de ontem como o novo técnico do Criciúma. Irá compor com Toninho Camarão o comando da comissão técnica que terá como primeira missão a reconquista do campeonato estadual. O sucesso na primeira competição da próxima temporada poderá efetivar a dupla no campeonato brasileiro da segunda divisão. É mais uma aposta do clube que às vezes serve de trampolim para que técnicos desconhecidos se tornem realidade e se tornem famosos na profissão.
 

4oito

Deixe seu comentário