Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...
CORONAVÍRUS - Saiba mais aqui
* as opiniões expressas neste espaço não representam, necessariamente, a opinião do 4oito

Sua majestade! A bola parada

João Nassif
Por João Nassif 13/10/2017 - 23:30

O primeiro tempo foi eletrizante com as duas equipes buscando intensamente o gol, Paraná e Criciúma chegaram ao final empatados com o Criciúma sofrendo uma enorme perda com a expulsão do goleiro Luís.

Com alternativas as duas equipes criaram situações para definir uma vitória mesmo que parcialmente. O Criciúma saiu na frente numa cobrança de falta do Alex Maranhão que contou com a contribuição da barreira que abriu deixando o buraco necessário para um chute potente e com muito efeito.

O Paraná empatou com Iago Maidana numa cobrança de escanteio em sua jogada mais do que manjada, depois do Giaretta numa grande jogada individual mandar uma bola na trave. Na jogada anterior ao escanteio o zagueiro Nino salvou embaixo da trave o gol de empate.

Maidana e João Pedro comemorando gol sobre o Criciúma (Foto: Gazeta do Povo/Albari Rosa

Na sequência um pênalti claro sobre o atacante do Paraná foi ignorado pelo árbitro.
O empate ao final do primeiro tempo poderia ser saudado pelo Criciúma não fosse a expulsão do capitão Luís que deixou o time com um jogador a menos e à mercê do destino, pois ninguém em sã consciência apostaria numa vitória.
No segundo tempo o Paraná mandou no jogo e numa cobrança de falta definiu a vitória. Nem vale a pena abordar alguns nos momentos na parte final do jogo apesar do Criciúma no desespero tentar o empate com o Paraná apenas na administração de mais uma vitória em casa e a segunda posição na classificação.    
 

4oito

Deixe seu comentário