Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...

O holandês voador volta a bater asas

João Nassif
Por João Nassif 01/10/2017 - 17:30

Nada melhor que depois de completar 20 aninhos, ganhar um merecido presente de aniversário. Foi o que aconteceu com Verstappen. O promissor holandês da Red Bull venceu sua segunda prova na categoria neste final de semana, na Malásia.

Verstappen no pódium da vitória

O fim de semana se abriu com o favoritismo para Ferrari, totalmente dominante nos treinos livres. Mas o sábado não começou bem para Vettel. O piloto fez o segundo melhor tempo no TL3, mas teve problemas com o motor e não conseguiu marcar tempo no treino oficial da tarde. Pesadelo para Ferrari, sonho para Hamilton, que conseguiu a pole em uma pista em que não favorecia seu carro. As esperanças da Ferrari se concentraram em Raikkonen, que ficou em segundo. As Red Bulls formaram a segunda fila e Bottas vinha logo atrás.

Se já estava ruim para Vettel, ficou ainda pior para Raikkonen, que apresentou problemas antes do início da prova e não pode largar. Espaço livre para Verstappen, que larga bem, disputa posição com Bottas e duas voltas depois faz linda ultrapassagem no inglês da Mercedes.

Largando de último, Vettel faz prova espetacular de recuperação e consegue terminar em quarto, mostrando que seu carro tinha potencial para ganhar a corrida. Após cruzar a linha de chegada, o alemão toca o carro de Stroll e perde a roda, tendo que pegar carona com seu compatriota Pascal Wehrlein.

Vettel de carona para o grid

A Malásia também marcou um dos piores desempenhos da Mercedes na temporada, com Hamilton sofrendo uma ultrapassagem difícil de ocorrer e Bottas terminando em quinto.
Festa de aniversário na Malásia com direito a champanhe no mais alto lugar no pódio. Pela temporada que faz Verstappen, isso é quase um título. O garoto tem tudo para ser um multicampeão mundial.

Depois de 19 etapas, o GP da Malásia se despede do calendário da F1 com uma corrida excepcional, digna de belíssimas ultrapassagens e vitória de um piloto improvável. Uma das melhores do ano, sem sombra de dúvidas, vai deixar saudades.

Mas as atenções continuam voltadas para o campeonato de pilotos, Lewis Hamilton aumentou sua vantagem na liderança, agora 34 pontos à frente de Sebastian Vettel, situação quase impossível de ser revertida. Já podemos dar por certo o título do britânico.

Thiago Ávila

4oito

Deixe seu comentário