Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...
4
* as opiniões expressas neste espaço não representam, necessariamente, a opinião do 4oito

Jogo da vida...ou da morte

João Nassif
Por João Nassif 12/04/2021 - 06:00Atualizado em 12/04/2021 - 07:24

Poderia também ser definido como “Jogo do ano” entre Criciúma e Metropolitano nesta noite no Heriberto Hülse.

Vamos combinar, o Metropolitano veio para o campeonato classificado que foi na série B em 2020 e sua missão principal, possivelmente a única é não ser novamente rebaixado. Sua campanha depois de oito rodadas é muito ruim com apenas uma vitória e dois empates com cinco gols marcados e nove sofridos. É o penúltimo colocado.

 

Por outro lado, o Criciúma entrou no campeonato com elenco em total reformulação e tinha como objetivo ficar entre os oito na primeira fase e ir avançando nos confrontos de mata-mata. Até aqui faz a pior campanha entre os 12 com apenas quatro empates e nenhuma vitória nos oito jogos que já realizou. Marcou apenas quatro gols e sofreu nove, por isso é o lanterna do campeonato.

Vamos examinar o Criciúma que ainda não venceu na temporada. Mesmo classificado para a terceira fase da Copa do Brasil e garantido perto de R$ 3 milhões teve dois empates nas primeiras fases e somente se classificou ao vencer a Ponte Preta na decisão por pênaltis.

Trocou o comando técnico que já trabalhou o time em dois jogos e os resultados foram dois empates. A classificação da última quinta-feira certamente aliviou tanto o caixa como a pressão inevitável pelos maus resultados, mas não garante que o time irá encontrar o caminho para chegar à primeira vitória no ano.

Hoje o Criciúma terá a primeira das três decisões contra o rebaixamento até o final do campeonato, sendo que duas serão confronto direto, com o Metropolitano e na sequência contra o Concórdia fora de casa. O jogo final será contra o Avaí que está a um ponto da classificação.

A vida do Criciúma é dura e o jogo de hoje pode ser o da vida ou continuando nesta campanha o da morte.


 

4oito

Deixe seu comentário