Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...

Fraco na retomada

Minha coluna de hoje em A TRIBUNA
João Nassif
Por João Nassif 26/12/2018 - 07:15

O plantel do Criciúma fará hoje sua reapresentação. Quando terminou o campeonato brasileiro no final de novembro já se sabia que muitos iriam deixar o clube e que haveria contratações para remontagem do grupo de jogadores e 2019 seria de um começo forte já no início com briga direta pela reconquista do título estadual. Mas, esbarrando em questões politicas e administrativas foram poucos os reforços anunciados. A correria tem que ser grande para completar o plantel.

FARINHA POUCA
De Daniel Costa a Maicon Sisenando com alguns entre eles, a promessa do diretor Nei Pandolfo de anunciar um reforço por dia não se concretizou. Possivelmente esbarrou em valores salariais ou na falta de opções, com a demora os adversários já trabalharam seus planejamentos e a oferta vai aos poucos diminuindo. O que o Criciúma tem até agora é pouco e estamos a praticamente três semanas do início do campeonato estadual.  

CANSATIVA
Uma entrevista dada pelo técnico Tite é um dos momentos mais chato que existe no futebol. Esta semana no “Grande Círculo” um novo programa do SporTV, Tite foi entrevistado por repórteres e comentaristas da emissora e pode desfilar toda sorte de explicações e desculpas nos assuntos em que foi questionado. No seu estilo professoral ou pastoral, como queiram, teve à sua disposição perguntas que o deixaram à vontade para ensinar a todos o que é comandar uma seleção brasileira. Casagrande foi a exceção.

COPA DO MUNDO
Assumiu erros que foram fatais na eliminação pela Bélgica nas quartas de final. Lembrei de 1974 quando Zagallo, técnico da época, entregou que não sabia como a Holanda jogava e foi surpreendido pelo Carrossel Holandês, a melhor seleção naquele mundial. Tite fez um mea culpa pela escalação e pelas mudanças que demoraram durante o jogo contra os belgas. Finalmente concordou com o mundo do futebol que havia alertado sobre a Geração Belga.

POLÍTICA
Sofreu críticas pela comparação depois que deixou nas entrelinhas que não concordou com a presença do então presidente eleito Jair Bolsonaro na festa do título do Palmeiras. Afirmou na oportunidade que não mistura política com futebol. Como tem o telhado de vidro foi obrigado a assumir no programa o erro de ter feito uma visita ao Instituto Lula e ter mandado um efusivo parabéns pelo aniversário de 70 anos do ex-presidente. 

FAMÍLIA
As questões familiares são estritamente pessoais, mas tenho que abordar o tema, pois Tite tem um filho na comissão técnica. O técnico minimiza o nepotismo pela capacidade do filho. Beleza, o Matheus deve ser competente, mas quem já assinou um manifesto pedindo a saída de Marco Polo Del Nero, ex-presidente da CBF, trabalhar com o sistema e ainda de quebra levar o filho é no mínimo incoerente. 

MEMÓRIA
26/12/2009 – “Somos cidadãos”

Assim como em relação ao clube temos a cidade sedenta por iniciativas que possam lhe devolver a dignidade de uma Criciúma polo e líder de uma enorme região. Vários temas foram discutidos durante o ano todo e nunca se viu tantos buracos e descaso com as pessoas que gritam pelo direito de ir e vir com ruas pavimentadas e calçadas que permitam aos pedestres olhar para frente e não para o chão escolhendo onde pisar. Tem muito mais que se eu fosse detalhar preencheria mais de uma página deste jornal. 


 

4oito

Deixe seu comentário