Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...

Derrota com sabor de.....derrota!

Regulamento esdrúxulo
João Nassif
Por João Nassif 28/03/2019 - 04:57

O Criciúma depois de sair perdendo por 2x0 buscou um empate em Chapecó que estava se materializando quando aos 44 do segundo tempo deixaram o lateral Eduardo livre pelo lado direito e o cruzamento na cabeça do atacante que tocou forte para o gol, Bruno Grassi não conseguiu tirar a bola da linha do gol e a Chapecoense venceu um jogo que lhe dá vantagem para a volta dia 10 no Heriberto Hülse.

O MELHOR E O PIOR
Tenho que destacar a atuação do atacante/ponteiro/assessor de lateral, Reis. O jogador fez de tudo. No primeiro tempo jogou como suporte do lateral Maicon, no segundo foi para o outro lado, porque por ali o lateral da Chapecoense deitava e rolava em cima do Marlon. Conseguiu anular o Eduardo até o fatídico 44 minutos do segundo tempo quando não estava por ali. Trabalhou demais o Reis. O pior? Disparado Daniel Costa, quem viu o jogo sabe porque estou falando.

DA DESILUSÃO À EUFORIA
Em se tratando de futebol o humor do brasileiro muda a cada dia. Depois da frustração e um caminhão de críticas à seleção pelas más apresentações pós-Copa do Mundo e principalmente pelo empate com o Panamá a vitória sobre a República Tcheca devolveu a esperança sobre o futuro a começar pela Copa América que será disputada aqui no Brasil daqui a pouco mais de dois meses. Os tchecos tomaram cinco da Inglaterra, portanto o parâmetro não é dos melhores. Mas, houve progressos e agora é conferir o comportamento do técnico na montagem do time.

TRAPALHADA
O regulamento do campeonato carioca é uma obra prima da incapacidade dos dirigentes em fazer algo atrativo que justifique a realização de uma competição que foi das mais importantes na história do futebol brasileiro. Nos bons tempos em que o velho Maracanã abrigava mais de 150 mil torcedores, o regulamento era simples, todos contra todos, pontos corridos e o melhor era o campeão. Ponto. Inventaram o formulismo e com o passar dos anos os regulamentos foram ficando mais complicados. Este ano foi a consagração. Quem quiser entender que acesse o site da Federação Carioca e estudem bastante, pois uma simples leitura não será suficiente. Comecei a ler e como não me interessa parei na página dois.

GRANDE BOBAGEM
Virou moda os clubes não divulgarem a lista de relacionados para seus jogos, o argumento é que divulgando dariam munição ao adversário. Este não saberia quem está lesionado, quem será poupado em razão do desgaste, enfim todo mistério para tentar confundir o adversário. Todos os grandes times do futebol brasileiro estão adotando esta prática, só falta agora que todos voltem a frequentar os terreiros de umbanda para ganhar jogos e campeonatos.

FAIR PLAY
Um garoto turco numa partida do sub-14 do seu time o Galatasaray num jogo contra o Istanbulspor deu um exemplo que deixou o mundo do futebol em êxtase. Por não concordar com um pênalti marcado erradamente a favor de seu time, Beknaz Almazbekov de 13 anos chutou propositadamente o pênalti para fora. Será que fariam o mesmo aqui no Brasil?

28/03 – “Ivanov no Ministério russo”
Em 28 de março de 2001, o presidente da Rússia, Vladimir Putin, nomeia Serguei Ivanov como novo Ministro de Defesa. Serguei é o primeiro civil a ocupar este cargo no país, desde a Revolução Bolchevique de 1917. Putin disse que a mudança vai ajudar a "desmilitarizar o serviço público" russo.

4oito

Deixe seu comentário