Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...

Boca fechada

João Nassif
Por João Nassif 25/11/2017 - 08:30

O Criciúma teve um terrível prejuízo com a derrota que sofreu de virada em Pelotas no último jogo da temporada. 

O time quase todo reserva se compararmos com o que jogou o campeonato teve um desempenho acima do esperado e por erros escandalosos do árbitro cearense, além de perder o jogo caiu uma posição na classificação deixando a base sem um calendário nacional na próxima temporada. Até o 12º lugar jogaria as Copas do Brasil sub-17 e sub-20 em 2018.

Não foi somente a derrota de sexta-feira que justifica o 13º lugar, por enquanto. Os muitos erros durante o trajeto se sobrepõem à arbitragem de Pelotas. A falta de planejamento, a troca do comando técnico, contratações sem justificativas foram motivos muito mais fortes que tiraram os torcedores do Heriberto Hülse.

Foto: Gustavo Pereira/G.E.Brasil

A média de público de pouco mais de 3 mil torcedores deixou o time na solidão e o estádio perdeu a mística responsável por tantas e tantas conquistas ao longo da história. 

Apesar dos muitos tropeços esta reta final de série B deixou alguns sinais que podem ajudar bastante a montagem do plantel para o ano que vem. Alguns que vieram da base com chances somente nos últimos jogos mostraram condições para continuar, inclusive como titulares. João Henrique e Carlos Eduardo são dois exemplos. Nino já é uma realidade e outros podem perfeitamente fazer parte do elenco.

Mas, tudo começa com a definição do técnico. Dois nomes estão em pauta, ambos com bons históricos no clube. Roberto Cavalo que saiu há um ano é amigo do presidente e seu preferido. Argel Fucks seria um fato novo que mobilizaria os torcedores. Deveremos saber nos próximos dias quem irá comandar o Criciúma em 2018 e qual será o objetivo do clube nas competições que irá disputar.

E que não venha o presidente e seu diretor falar em vencer todas as competições. Falaram muito este ano e deu no que deu. Falar menos e contratar certo são fatores para alcançar o sucesso. 
 

4oito

Deixe seu comentário