Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...
CORONAVÍRUS - Saiba mais aqui
* as opiniões expressas neste espaço não representam, necessariamente, a opinião do 4oito

Zé Carlos desabafa: "com esse time..."

Denis Luciano
Por Denis Luciano 16/05/2018 - 19:30Atualizado em 16/05/2018 - 19:38

As últimas horas vem sendo tensas para o atacante Zé Carlos. Não poderia ser diferente. Com esposa e quatro filhos embarcamos em seu Porsche Cayenne ontem, perto da meia noite, e partindo do estádio Heriberto Hülse para casa, viu um dos vidros traseiros ser quebrado por uma pedrada. Nem titubeou, arrancou do veículo, apanhou o primeiro pedaço de pau que viu pela frente e saiu rua afora à caça do agressor.

"É a segunda vez que passo por isso aqui, não vou mais aceitar", disse o jogador, que atendeu a reportagem com exclusividade hoje à tarde. O "torcedor" que arremessou a pedra no carro de Zé já foi identificado. "Ele vai responder um processo crime", informou o advogado Albert Zilli dos Santos, diretor jurídico do Criciúma. De antemão se sabe que ele não faz parte de qualquer torcida organizada mas, se for sócio, corre sério risco de ser expulso dos quadros do clube.

Amanda Farias / 4oito

Zé passou o dia de folga depois do 0 a 0 com o Juventude ao lado da família. Contou que os filhos, ainda bastante assustados com o ocorrido, nem saíram de casa. "Faltaram a aula", comentou. O atacante afirmou que aceita as cobranças, desde que sem violência. Descartou deixar o Criciúma - "não sou covarde" - e voltou a cobrar empenho de todos - "o culpado não sou só eu. Se tem culpa, tem de todos" -.

Daniel Búrigo / A Tribuna

E sobrou até para a diretoria. "Quando eu vim, prometeram fazer time para subir. A resposta ainda não veio". E Zé, sem papas na língua, foi além. "Com esse time vamos brigar para não cair". Ou seja, ele também espera os reforços prometidos, e que pautaram a reunião de hoje entre direção e comissão técnica. Mas o atacante não poupa elogios ao técnico Mazola Júnior. Repete que é dos melhores técnicos com quem trabalhou na carreira, mas pondera: "ele não faz milagre".

Zé sentiu, mas garante estar bem para o próximo jogo / Foto: Daniel Búrigo / A Tribuna

Zé Carlos deixou o jogo de terça sentindo dores na coxa direita, mas ele garante que estará em condições de enfrentar o Fortaleza na próxima terça-feira, fora de casa, pela sétima rodada da Série B. A entrevista exclusiva e completa do atacante você confere na edição desta quinta-feira do jornal A Tribuna.

4oito

Deixe seu comentário