Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...
CORONAVÍRUS - Saiba mais aqui
* as opiniões expressas neste espaço não representam, necessariamente, a opinião do 4oito

Secretário projeta queda de 50% no ICMS em abril

Denis Luciano
Por Denis Luciano 01/04/2020 - 15:33Atualizado em 01/04/2020 - 15:37

O ICMS de Santa Catarina deve cair 50% em abril, e pelos próximos meses. Essa é uma das várias informações que circulam pelas redes sociais nas últimas horas compartilhada por lideranças empresariais, algumas que teriam participado de uma das rodadas de reuniões com a área econômica do governo Carlos Moisés, encontros que acontecem todos os inícios de tarde em Florianópolis. Essa preocupante notícia veio à tona por intermédio do jornalista Moacir Pereira, da NSC.

Do "resumo da conversa com o secretário Paulo Eli (secretário de Estado da Fazenda" que está sendo compartilhado, constam ainda:

- O Estado não vai ajudar os municípios;
- Cartórios fechados não terá ITBI entre outros;
- Nos próximos 3 meses o estado terá um fluxo negativo;
- Cada município precisa verificar quanto o ICMS representa para ver a queda que cada um terá;
- FPM deve ser repassado o mesmo valor de 2019;
- Existe uma grande possibilidade dos convênios feitos com o estado não serão pagos, nem emendas impositivas, os únicos que serão pagos será os referentes a saúde, enquanto tiver dinheiro no caixa...
- O estado não tem fluxo de caixa nem para garantir o pagamento da folha de Abril...e meses subsequentes...
- Estado vai prorrogar os impostos do simples por três meses, mas não vai prorrogar o ICMS das empresas normais;
- As demissões já começaram a acontecer na indústria e no comércio;
- O estado não vai prorrogar as datas de pagamento do IPVA;
- Possibilidade de reabertura do comércio já na segunda-feira, dia 06, para dar tempo do comércio vender os estoques de Páscoa.

Essa preocupante lista, atribuída ao secretário da Fazenda, vai na linha da previsões pessimistas das lideranças municipalistas. Tudo na esteira das dificuldades resultantes da chegada da pandemia de coronavírus e - dirão os críticos do atual status de Santa Catarina -, do impacto do isolamento social que segue imperando.

Tags: Coronavírus

4oito

Deixe seu comentário