Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...

Sala de troféus do Criciúma vai tomando forma

Grupo de torcedores prepara o projeto a ser entregue para o clube nos próximos dias
Denis Luciano
Por Denis Luciano 24/06/2019 - 12:04Atualizado em 24/06/2019 - 12:15

O Criciúma ganhará uma sala de troféus em um modelo diferenciado. Ela será feita em parceria entre o clube e um grupo de torcedores. Para começar a elaborar o projeto, Luciano Fernandes, Pedro Canella, Dailton Ronchi e Heron Sangaletti Pereira, que estão à frente da iniciativa, reuniram-se na última sexta-feira, 21.

"A nossa ideia começa a sair do papel. Vamos nos próximos dias fazer um projeto em 3D e apresentar ao clube", confirma Luciano. A sala já está designada, é a galeria da Loja Tigremaníacos, em um espaço que mede 10,26 x 3,26. Já houve uma primeira conversa com os diretores Julio Remor e Carlos Zanelatto e os torcedores esperam formalizar em breve a parceria. "Assim que entregarmos o projeto e o clube formalizar, no papel, a parceria, daí vamos em buscar dos parceiros", refere Luciano.

Já há uma ideia inicial do modelo da sala. Ela terá três espaços diferentes. No primeiro, um destaque para os títulos de campeão catarinense, desde o conquistado pelo Comerciário em 1968. "Queremos colocar todos os troféus, camisas, faixas e medalhas que o clube tem relacionadas", detalha. "Sabemos que o clube não tem todas as camisas, muitas se perderam e nós, colecionadores, vamos emprestar em comodato. O título de 86 por exemplo, o Criciúma usou quatro camisas, a do título foi uma diferente, essas nós vamos emprestar e colocar em bustos para exposição", informa.

Confira também: Torcedores trabalham por uma sala de troféus do Tigre

No segundo espaço, a ênfase aos títulos nacionais da Copa do Brasil, Série B de 2002 e Série C de 2006, com o mesmo modelo que vale para os estaduais. No terceiro, na outra lateral da sala, uma linha do tempo com as camisas que o clube tem em seu acervo. "E no meio da sala vamos criar um balcão grande, alto, para colocar outros troféus, medalhas, flâmulas, faixas", refere o torcedor. "Tudo em prateleiras fechadas com vidros", observa.

Assim que for dada a arrancada efetiva ao projeto, um bingo com paella deve ser realizado no estádio Heriberto Hülse para arrecadar recursos. O clube já antecipou que não possui fundos para colaborar com a criação da sala de troféus, mas franqueou aos torcedores o acesso ao acervo para a montagem do espaço histórico do Tigre.

4oito

Deixe seu comentário