Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...
* as opiniões expressas neste espaço não representam, necessariamente, a opinião do 4oito

Quando é preciso improvisar no trânsito

Denis Luciano
Por Denis Luciano 22/05/2020 - 09:43

O Supermercado Angeloni tem uma loja no Centro. Na Rua Felipe Schmidt. Faz muitos anos. Espaço nobre, bem frequentado. Os fundos da loja ficam para a Rua Martinho Acácio Gomes, uma pequena via de duas quadras que conecta as ruas Dom Joaquim e Marechal Deodoro. É a chamada doca do mercado, por onde os produtos chegam para abastecer as gôndolas e, por consequência, os clientes.

Daqui do Due Fratelli, do privilegiadíssimo décimo segundo andar ocupado pela Som Maior e pelo 4oito, temos uma vista privilegiada, por exemplo, desse ponto citado acima. Em um brevíssimo intervalo entre uma matéria e outra, espiava para aquelas bandas pela vidraça. E vi o caminhão da foto vindo na contramão por outra pequena rua desses arredores, a Domingos Darós, que tem apenas uma quadra. Nessa rua está, entre algumas casas, o Hotel Colle. Essa rua tem mão única, no sentido da Marcos Rovaris para a Martinho Acácio Gomes, aquela rua da doca do Angeloni.

Certo. O caminhão em questão estava abastecendo o supermercado. Ao deixar a doca, se deparou com uma surpresa não muito agradável do trânsito: carros estacionados nos dois lados da via. Ok, pode, mas não tão perto da saída da doca. Resultado: é geometricamente impossível que o caminhão manobre no sentido de deixar a doca e convergir na Martinho Acácio Gomes em direção à Marechal Deodoro, que seria o fluxo correto. Logo, o caminhão foi obrigado a fazer os poucos metros da Domingos Darós na contramão para chegar à Marcos Rovaris e, então, tomar seu rumo.

Calculei, a grosso modo, que o caminhão teria dificuldades para vencer a esquina, mas o habilidoso motorista passou sem qualquer risco aos carros já colocados pela Marcos Rovaris. E um desses automóveis, que vinha ao não muito longe em razoável velocidade por esta via, por poucos metros não se deparou com o caminhão vindo da necessária contramão para seguir seu rumo. Um improviso mais que necessário, mas fica a dica aos motoristas que mal aproveitam o espaço de estacionamento nos fundos do Angeloni: deixem espaço de manobra para os caminhões.

4oito

Deixe seu comentário