Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...
* as opiniões expressas neste espaço não representam, necessariamente, a opinião do 4oito

Para ir à Copa do Brasil, Tigre depende da Chape

Se a Chapecoense for campeã da Série B, abrirá vaga para o Criciúma. Caso contrário,
Denis Luciano
Por Denis Luciano 29/10/2020 - 16:05

A Chapecoense é hoje a líder da Série B do Campeonato Brasileiro. E há uma boa razão para que o Criciúma torça pelo Verdão do Oeste ficar por ali e ganhar o título. É que somente assim o Tigre terá condições de jogar a Copa do Brasil em 2021. 

Ocorre que o campeão da B tem vaga assegurada nas oitavas de final da Copa do Brasil e acaba, por isso, abrindo uma vaga ao seu estado. Neste caso, Santa Catarina tem direito a três vagas na competição, duas via Estadual e uma pela Copa que realiza.

Pelo Estadual, hoje os classificados de Santa Catarina para a Copa do Brasil do ano que vem são justamente a Chapecoense, campeã, e o Brusque, vice. O Criciúma foi terceiro. Se a Chape chegar na Copa do Brasil via título da Série B, o Criciúma herda a vaga pelo Estadual. É o único jeito.

Acontece que o Tigre optou por não disputar a Copa Santa Catarina, que dará ao seu campeão a terceira vaga catarinense. A Federação Catarinense de Futebol (FCF) confirmou na última segunda-feira, 26, que a Copinha ocorrerá entre 10 de janeiro e 7 de fevereiro reunindo Tubarão, Joinville, Juventus, Marcílio Dias, Concórdia e Navegantes. Um desses estará na Copa do Brasil já em 2021.

E o ranking? Acontece que o ranking da CBF contempla os dez melhores ranqueados, fora os já garantidos com vagas na Copa do Brasil via Estaduais. E como o Criciúma deve ficar do quadragésimo lugar para baixo na lista, e com a quantidade de times melhor posicionados no ranking que foram mal nos seus Estaduais, é nula a chance de o Tigre pegar uma vaga via ranking.

Logo, trocando em miúdos, só a Chapecoense salva o Criciúma de mais um vexame, ficar fora da Copa do Brasil ano que vem.

Em 32 edições, contando a deste ano, o Criciúma disputou 20, contando as nove últimas. A temporada mais recente sem o Tigre na competição foi em 2011. As demais ausências ocorreram em 2010, 2007, 2005, 2004, 2001, 2000, 1998, 1997, 1995, 1993 e 1989.

4oito

Deixe seu comentário