Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...
4
* as opiniões expressas neste espaço não representam, necessariamente, a opinião do 4oito

Os 5% que podem rebaixar o Criciúma

Matemática aponta este risco, mas o Tigre pode decidir a parada no próximo sábado
Denis Luciano
Por Denis Luciano 23/11/2020 - 08:12Atualizado em 23/11/2020 - 08:13

Do céu ao inferno. É a Série C. Claro que estar nela já é um inferno. Nível técnico baixo, jogos sem graça às pencas, a Série B é o paraíso perto da tortura que já vivemos nas 16 rodadas disputadas até aqui. Um apequenamento constante do Criciúma. Mas, se é o que temos, melhor manter do que perder, pois obviamente a Série D consegue ser ainda pior.

A rodada número 16

Quinta, em Criciúma - Criciúma 4 x 4 Ypiranga

Sábado, em Itu - Ituano 4 x 3 Boa Esporte

Sábado, em Tombos - Tombense 2 x 0 Brusque

Domingo, em Porto Alegre - São José 0 x 0 Londrina

Domingo, no Rio de Janeiro - Volta Redonda 1 x 1 São Bento

Já que o Criciúma se meteu nisso, vamos às contas para evitar a tragédia. Sim, faltando duas rodadas para terminar a primeira fase, estamos fazendo contas para o Criciúma não ir à quarta divisão do Campeonato Brasileiro. Apenas para anotar: na outra vez que esse risco também bateu à porta, o mesmo Itamar Schulle de hoje era o técnico. Lá em 2009. Ufa, escapou.

Faltam duas rodadas e o Criciúma está em sétimo lugar. A chance matemática de classificar acabou efetivamente no sábado, 48 horas depois do trágico empate em 4 a 4, em casa, contra o Ypiranga. As vitórias de Ituano e Tombense aniquilaram a mísera chance que o Tigre ainda sustentava de figurar entre os quatro. Isso, por si só, já é o retrato do vexame dessa temporada de despedida da gestão Jaime Dal Farra.

Para piorar, o Criciúma tem quatro pontos de vantagem sobre São Bento e Boa Esporte, os hoje rebaixados. E antes deles, e depois do Tigre, está o São José. O mesmo São José que recebe a visita do Criciúma no próximo sábado, às 15 horas, no estádio Passo d´Areia, em Porto Alegre.

Criciúma, 18 pontos

São José, 17 pontos

São Bento, 14 pontos

Boa Esporte, 14 pontos

Acima, a situação da luta contra o rebaixamento. Vamos à boa notícia: se o Criciúma ganhar do São José, acabou a tortura. Mas vamos ao óbvio: esse é o mesmo Criciúma que já fez oito jogos fora de casa na Série C e não ganhou de ninguém. Sim, em uma Terceira Divisão o Tigre consegue a proeza de passar uma fase inteira sem ganhar de um time sequer, e olha que foi um rosário de equipes fracas enfrentadas. Teve até um, o São Bento, com goleiro na linha e aquela penca de desfalques, um fiasco histórico do Criciúma.

E uma curiosidade: o Criciúma enfrentará o São José no dia 28 de novembro. Em 29 de novembro de 2019 - portanto completando aniversário no dia seguinte dessa melancólica e decisiva partida na capital gaúcha - o Criciúma ganhava pela última vez fora de casa por Campeonato Brasileiro. Naquele dia, já rebaixado a esta mesma Série C, o Tigre emplacava 2 a 1 no Oeste, em Barueri, em uma partida que nada valia. Portanto, um ano depois o Criciúma terá que ganhar para escapar do vexame de chegar à última rodada brigando para não cair.

É que, se não ganhar em Porto Alegre, o Criciúma só não chegará à última rodada sob risco em uma hipótese: se ele, Tigre, empatar com o São José, e se Boa e São Bento, que fazem confronto direto, empatarem em Varginha. Se houver um vencedor nesse confronto, e o Criciúma não ganhar do São José, o Tigre chegará na última rodada sim, sob risco de cair.

É simples. Criciúma empatando vai a 19 pontos. São José, 18. Se o São Bento ganhar, vai a 17, e ainda estará na zona de rebaixamento. Se o Boa ganhar, idem. Quem perder esse jogo, estará fatalmente rebaixado caso o Criciúma não vença o Zequinha.

Outro detalhe importante, fundamental, diz respeito à última rodada. Se precisar ganhar, o Criciúma terá pela frente o Brusque, hoje líder mas que, com a queda recente de desempenho, poderá precisar de ao menos um ponto no Heriberto Hülse. Mais uma bronca.

A última rodada - 5/12

Em Erechim - Ypiranga x São José

Em Criciúma - Criciúma x Brusque

Em Sorocaba - São Bento x Ituano

Em Tombos - Tombense x Boa Esporte

No Rio de Janeiro - Volta Redonda x Londrina

Sobre projetar as chances do Criciúma no sábado que vem, como o histórico fora de casa é muito ruim, não será surpresa um deslize do Tigre no Passo d´Areia. Dá um confere na campanha do Tigre longe do Majestoso nesta Série C:

Volta Redonda 0 x 0 Criciúma

São Bento 0 x 0 Criciúma

Boa Esporte 2 x 0 Criciúma

Brusque 3 x 1 Criciúma

Tombense 1 x 0 Criciúma

Ypiranga 2 x 0 Criciúma

Ituano 2 x 2 Criciúma

Londrina 0 x 0 Criciúma

Sim, são oito jogos, com quatro vitórias e quatro empates, apenas três gols marcados e dez sofridos fora de casa. Por essas e outras que a estatística do Chance de Gol aponta, abaixo, os seguintes riscos de rebaixamento no Grupo B:

Criciúma - 5,3%

São José - 9,6%

Boa Esporte - 93,9%

São Bento - 90,2%

Uma coisa é certa: os próximos e últimos 180 minutos da temporada serão dramáticos para o pobre torcedor do Criciúma.

4oito

Deixe seu comentário