Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...
* as opiniões expressas neste espaço não representam, necessariamente, a opinião do 4oito

O Tigre caiu na real. Isso é bom

Daquelas derrotas que ensinam. Para quem vinha sonhando com esse Criciúma brigando por acesso, o jogo de Campinas foi afirmativo
Denis Luciano
Por Denis Luciano 15/08/2018 - 11:10Atualizado em 15/08/2018 - 11:12

A derrota por 3 a 1 para a Ponte Preta ontem à noite, em Campinas, foi repleta de afirmações e respostas. "Fizemos um jogo dentro das nossas possibilidades, do nosso alcance". Ao assim definir o revés de Campinas - mais um, o Tigre perdeu duas vezes lá nesta Série B -, Mazola Júnior, inteligente que é, sabe na medida exata o tamanho dos passos que o Tigre pode dar nesse Campeonato Brasileiro. E esses passos são para uma fuga segura do rebaixamento. Nada mais que isso.

Sabe bem o Mazola que falar em acesso com as condições atuais do Criciúma é vender uma realidade muito além do poder de fogo do time posto. Não é torcer contra, longe disso. Ele, tanto quanto nós, gostaria de subir. Mas uma coisa é pensar e sonhar, outra bem diferente é viver a vida real. Como andar de Ferrari se o que podemos é pagar o IPVA do nosso popularzinho que está na garagem? Ser realista é uma virtude, jamais um defeito.

Jean Mangabeira, Eduardo e Marlon Freitas na marcação / Foto: Leandro Ferreira / Correio Popular

Se Mazola errou nas opções de ontem? Elvis teria feito muito diferente no lugar de Alex Maranhão? Não creio. E com Carlos Eduardo na lateral e Eduardo no meio, o resultado teria sido outro? Não acredito. A diferença ontem era de causa, jamais de efeito. E a causa é: a Ponte Preta tem mais time. Como tem mais time o Atlético Goianiense, por isso o empate em casa, na bacia das almas, à base de muito sacrifício, foi um baita resultado. 

Apanhe a tabela. O campeonato do Tigre é contra o Oeste para baixo, do 11º em diante. O próximo adversário é justamente o décimo, o Coritiba, de campanha instável e no Heriberto Hülse. Dá para ganhar? Claro. No turno, com toda aquela dificuldade com o Argel no comando, o Criciúma quase aprontou lá no Couto Pereira. Pelo momento, digo mais: o Criciúma é favorito na terça que vem. Mas, por favor, depois de vencer o Coxa, não falem em acesso. É pressão demais para essa atual equipe. O Mazola e os jogadores merecem todo o crédito por estarem tirando o clube do rebaixamento, e esse já é o título, se vier, e ao que tudo indica, vai vir.

Comemoração do gol do Alex Maranhão / Foto: Leandro Ferreira / Correio Popular

Depois de opinar um bocado, vamos ao que é informação. Alex Maranhão fez o gol ontem. Cobrando falta. Com muita categoria. Um golaço. Antes do jogo, Maranhão recebeu a camisa 100 do presidente Jaime Dal Farra. Mas ele não conseguiu, nos 90 minutos, ser o jogador agudo que Mazola queria. Não deu certo. Em 100 jogos pelo Criciúma, Alex Maranhão fez 16 gols, o décimo sexto justamente ontem.

Maranhão e o presidente com a camisa 100 antes do jogo / Foto: Criciúma EC / Divulgação

Fica a impressão que Elvis volta contra o Coritiba. É em casa e o Criciúma precisa propor o jogo. Como deve voltar também o goleiro Luiz, embora Belliato não tenha comprometido. Pelo contrário, fez ao menos duas grandes defesas e contou com alguns lances de sorte, já que por pouco a Ponte Preta não fez 5 a 1, outra prova contundente da diferença posta entre os de cima e os debaixo. Sem deméritos. Apenas realidade.

Retornam os suspensos. Marlon fez falta. Christian teve muitas dificuldades, mas não deve ser crucificado. Pelo contrário. Elogios ao esforço, à coragem do menino. Não se fez de rogado, tentou, errou mas fez o feijão com arroz como um terceiro zagueiro pela esquerda. Zé Carlos precisa mostrar muito mais. Aposto que ele fica no banco diante do Coxa. Andrew é reserva, mas sempre uma arma interessante para dar velocidade em momentos extremos. Fazer aquela fumaceira quando o jogo requer.

Ronaldo contra seu ex-time. Primeiro jogo dele como titular no Criciúma / Foto: Leandro Ferreira / Correio Popular

"Foram oito ausências. Precisamos dividir responsabilidades". Essa frase de Mazola ontem à noite esteve longe de culpar alguém, apenas deu a real dimensão do tamanho dos problemas. Dos lesionados, seguem pelas bandas do DM gente como Nicolas (à espera da máscara para jogar) e os casos mais arrastados, como João Paulo e Lucas Coelho, mais o Sandro. Vale ouvir a entrevista coletiva do Mazola no podcast abaixo.

Até o fim da semana devem ganhar condições legais o lateral esquerdo Iago e o meia atacante Patrick. Sobre Iago, chegou ontem ao Grêmio uma papelada da Rússia que permitirá a oficialização do empréstimo ao Tigre. Sobre Patrick, o presidente Jaime Dal Farra falou em parceria com o Grêmio, que fixou multa em 2,5 milhões de euros na expectativa de que ele vá estourar por aqui. Todo mundo apostando nessa revelação gremista de 19 anos. É bem possível que os dois tenham chances de estrear diante do Coritiba.

Foto: Leandro Ferreira / Correio Popular

Pra fechar, vamos tratar de números. Abaixo, a tabela da Série B após os jogos de ontem, com as chances de quem quer subir e de quem não quer cair. O Criciúma tem, hoje, conforme o Chance de Gol, 23,8% de risco.

 

4oito

Deixe seu comentário