Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...
CORONAVÍRUS - Saiba mais aqui
* as opiniões expressas neste espaço não representam, necessariamente, a opinião do 4oito

O perigoso Criciúma contra o mudado Brasil

No desafio dos técnicos, Mazola Júnior chega invicto há quatro jogos e Gustavo Papa assume em uma interinidade tensa
Denis Luciano
Por Denis Luciano 21/06/2018 - 11:44Atualizado em 21/06/2018 - 11:47

Os times estão separados por um ponto na tabela, ambos na zona de rebaixamento, mas o momento do Brasil parece ainda pior que o do Criciúma. Enquanto o Tigre não perde há quatro jogos - vem de dois empates e duas vitórias - o Brasil não ganha há quatro jogos. A última vitória, há quase um mês, foi num 3 a 0 sobre o Londrina em casa. Depois, passou em branco até a queda do técnico Clemer, dispensado no domingo.

"Está sendo uma experiência sensacional", garantiu Gustavo Papa, ex-atacante com alguma fama no Rio Grande do Sul e que hoje é o técnico interino do time de Pelotas. Gustavo é o auxiliar técnico permanente do clube (assim como é Grizzo para o Criciúma) e assumiu no domingo, com a saída de Clemer. 

Gustavo Papa antes de fechar o treino apronto de ontem no Brasil

E já deixa de ser técnico principal logo. É que o Brasil contratou Gilmar Dal Pozzo (aquele mesmo ex-Chapecoense e que passou pelo Criciúma sem muito sucesso em 2014). Mas Dal Pozzo ainda não assume o time. "Vai ser o time do Gustavo Papa", garantiu o treinador interino, que tem conversado com Dal Pozzo mas tem autonomia total para escalar o Brasil para hoje. Contra o Criciúma, o Xavante tem desfalques. O lateral Bruno Collaço e o meia Itaqui cumprem suspensão.

"Eu conheço todos os jogadores do Brasil. Houve a mudança do treinador lá. Estamos bem informados sobre o time do Brasil", garante Mazola Júnior, técnico do Criciúma. "Apesar da mudança do treinador os jogadores não devem mudar muito. Temos bastante informação e conhecemos o time deles", completa. O Tigre viajou ontem para Pelotas com o time escalado.

Mazola diz que conhece bem o time do Brasil / Foto: Fernando Ribeiro / Criciúma EC

Para Gustavo, o negócio do Brasil hoje é "procurar não correr riscos". "Ter uma solidificação defensiva", comentou. Era justamente a meta de Mazola quando assumiu o Criciúma na sexta rodada. "O Criciúma vem fazendo bons jogos, é uma equipe muito perigosa", completou o interino. Ouça a entrevista coletiva de Gustavo Papa no podcast abaixo:

O time provável do Brasil (teve treino fechado lá e Gustavo prometeu só confirmar 45 minutos antes do jogo) tem Marcelo Pitol, Eder Sciola, Leandro Camilo, Gustavo Bastos e William Machado, Leandro Leite, Zé Augusto (Valdemir), Calyson e Kaio, Lourency e Luiz Eduardo.

Gilmar Dal Pozzo foi apresentado hoje pela manhã

A bola rola às 19h15min no Bento Freitas. Vamos contar tudo no Futebol Som Maior a partir das 18h.

4oito

Deixe seu comentário