Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...

O dia em que o JM vai sair no Tribuna

Tudo por causa do Tigre. Tinha que ser o Tigre
Denis Luciano
Por Denis Luciano 24/11/2018 - 00:15Atualizado em 24/11/2018 - 00:20

Precisamos hoje voltar 22 anos no tempo. Em 24 de novembro, mas em 1996, um bravo mas encrencado Criciúma ia a Curitiba encarar o Atlético Paranaense. Precisava vencer para escapar de um iminente rebaixamento à Série B. E não é que a façanha se realizou? O Criciúma fez 2 a 1, manteve-se na elite e ajudou a fazer despencar o Fluminense, que dali rolaria mais um pouco ate à Terceira Divisão e depois aquele rumoroso retorno, muito criticado até hoje.

O tempo passou, o Tigre caiu, subiu, voltou, despencou e, em altos e baixos, está aí, diante de uma nova decisão. Neste sábado, contra o Sampaio Corrêa, vencer significará ficar na Série B sem depender de resultados paralelos. Qualquer outro placar e o drama estará fortemente instalado.

Essas idas e vindas dos anos passados, A Tribuna esteve contando, com seu antecessor, o Tribuna Criciumense. Ocorre que o passado nos pregou uma peça. Voltando os exatos 22 anos no tempo, naquela época navegava em boas águas o Jornal da Manhã, hoje extinto, no qual tive a oportunidade de trabalhar em uns três períodos, dois como colunista e o último como editor, em 2016, meses antes do seu lastimável desaparecimento.

Jornal da Manhã, 25 de novembro de 1996

Era um bravo jornal o JM. Tragado pelas dificuldades, abandonou o campo diário e duro da luta jornalística. Mas naquela época, o JM era o diário, o Tribuna Criciumense era semanal. E não tivemos, por uma lacuna do arquivo público municipal, como acessar o nosso antecessor daquela semana decisiva e histórica para o Tigre. Por conta disso é que, na edição deste sábado, o Jornal da Manhã estará estampado na página 37 de A Tribuna. Será uma doce lembrança, E que ajude dando sorte ao nosso Tigre.

Agradecimentos ao colega Lucas Renan Domingos, autor da pesquisa e das reproduções aqui postadas.

4oito

Deixe seu comentário