Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...

O almoço no Bairro e a dignidade das crianças

Não existe educação eficiente sem alimentação. Razões para ir ao Almoço das Carnes Brancas no próximo domingo
Denis Luciano
Por Denis Luciano 17/10/2019 - 11:25Atualizado em 17/10/2019 - 12:03

Se doar é uma arte. Se fazer multiplicar, estar em vários lugares para fazer o bem, dedicar o seu tempo em prol de causas coletivas, colocar em primeiro plano o sentimento coletivo e não o individual, são virtudes natas das pessoas. Falo disso em cima do que ouvimos do Nilson Olivo e da Sílvia Zanette, que estiveram hoje na Rádio Som Maior anunciando o lançamento de mais um dos livros do Nilson e que carrega consigo o simbolismo de um almoço delicioso cujo resultado, tanto do livro quanto do almoço, destinam-se à obra do Bairro da Juventude. O evento do próximo domingo deverá conferir R$ 200 mil aos cofres do Bairro.

O que são R$ 200 mil para o Bairro? São o pão, os ovos, o leite das refeições. O arroz, o feijão, a dignidade, a decência. A comida na mesa deve estar par e passo na educação. Não se educa crianças com fome. A fome precisa ser solucionada antes do analfabetismo. Não se apresenta as letras a quem cujo estômago ronca. Não se fala em futuro a quem não tem um punhado de arroz e feijão. Alimentação e educação caminham par e passo.

Por tudo isso que o trabalho de pessoas como o Nilson Olivo precisa ser multiplicado. O evento de domingo, se tem a digital do Nilson, tem a humildade de um cara que não quer aparecer em cima disso, mas quer mostrar para todos nós que sim, é possível se doar, fazer o melhor para que continuemos tendo instituições como o Bairro para alimentar nossas crianças em dois sentidos, da nutrição e do conteúdo.

Confira a íntegra do comentário do Jornal das Nove no podcast:

4oito

Deixe seu comentário