Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...

Não gostou do jogo, gostou do ponto

Mazola Júnior lembrou que o Criciúma teve até atleta que não jogava há um ano em campo
Denis Luciano
Por Denis Luciano 22/09/2018 - 19:24Atualizado em 22/09/2018 - 19:34

O empate em 1 a 1 com o Paysandu, se não encheu os olhos do técnico Mazola Júnior, ao menos colaborou com um ponto importante na luta da Série B para o Criciúma.

"Não marcamos, não jogamos, por tudo o que erramos ganhamos um ponto", definiu o treinador. "O Paysandu merecia, mas não teve competência para fazer os gols, e nós fizemos uma péssima partida", apontou. O gol do Tigre foi marcado por Liel, de cabeça. Ouça no podcast abaixo com a narração de Jotha Del Fabro.

Para o técnico, o Tigre entrou desligado. "Depois achamos um gol no primeiro tempo, mas não conseguimos jogar. Várias peças não funcionaram". Mazola referiu que "o sinal está ligado", lembrando que o Criciúma ainda não se livrou da zona de rebaixamento, da qual está quatro pontos distante agora. 

Fotos: Jorge Luiz / Paysandu

"Quando não temos o nosso time de Série B, fica difícil", disse, algumas vezes. "Não valorizo as ausências, mas hoje foram seis fora". O técnico reforçou que precisou usar jogador que estava há um ano sem atuar, caso do lateral Iago, que estreou e teve dificuldades.

Ele sentiu, e muito, as ausências dos suspensos Marlon, Elvis e Zé Carlos, os três que voltarão sábado que vem contra o Boa Esporte em Varginha. Dos lesionados, Ronaldo tem chances de voltar, Eduardo e Marlon Freitas seguem ausentes.

"A nossa plataforma não encaixa nesse esquema", disse, referindo os três zagueiros utilizados. "Foi por uma emergência", anunciou. "Quando tenho o Marlon, não preciso escalar três zagueiros". Ouça abaixo a entrevista de Mazola após o jogo em Belém.

 

4oito

Deixe seu comentário