Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...
CORONAVÍRUS - Saiba mais aqui
* as opiniões expressas neste espaço não representam, necessariamente, a opinião do 4oito

Morre Divino Silva, o homem que guardou a história do Metropol

Se o Esporte Clube Metropol teve um torcedor fanático foi ele, o Divino do radinho, que faleceu hoje aos 79 anos
Denis Luciano
Por Denis Luciano 18/06/2018 - 11:25Atualizado em 18/06/2018 - 19:48

Ninguém guardou com tanta empolgação a história do maior clube de futebol do passado em Santa Catarina. As glórias do Esporte Clube Metropol habitaram por décadas a fio as memórias e anotações de Divino Antônio da Silva, o seu Divino do radinho, falecido à 0h30min desta segunda-feira no Hospital São José, em Criciúma, resultado de complicações de um câncer contra o qual ele lutava havia um ano.

Seu Divino era figura carismática e conhecida demais na grande Rio Maina, em especial na região do Metropol, onde sempre viveu. Estava com 79 anos e acompanhou todos os momentos do auge do Metropol, clube fundado em 1945 e que começou a trilhar uma década de sucesso a partir de 1959, quando recebeu grandes investimentos dos grupos Freitas e Guglielmi tornando-se o Metropol rico, cinco vezes campeão catarinense.

Metropol campeão, era o time do coração do seu Divino

Graças ao empenho do seu Divino é que sabemos que o Metropol jogou 466 vezes no período profisisonal, de 60 a 69, alcançando 265 vitórias, 113 empates e 88 derrotas. Nas anotações do seu Divino ficaram para a história todas as partidas deste período, com escalações, artilheiros e tudo mais, dados disponíveis no livro "Histórias que a bola esqueceu - A trajetória do Esporte Clube Metropol", assinado pelo jornalista Zé Dassilva.

O velório do seu Divino acontece na capela do Metropol e o sepultamento será às 9h desta terça-feira no cemitério do bairro São Marcos.

 

Tags: Metropol

4oito

Deixe seu comentário