Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...

Mazola Júnior: "Vou herdar um trabalho bem feito"

Denis Luciano
Por Denis Luciano 12/05/2018 - 19:20Atualizado em 12/05/2018 - 19:23

"Um profissional com experiência  na Série B e que vem agregar bastante". Assim o diretor de futebol Nei Pandolfo definiu Mazola Júnior ao apresentá-lo no fim da tarde deste sábado, no CT do bairro Cristo Redentor, como novo treinador do Criciúma. "Vou herdar um trabalho muito bem feito. O Argel é muito bom treinador", afirmou. "Os resultados foram injustos mas no futebol o que conta é o resultado".

Mazola avalia o elenco e já vai para a estreia na terça, contra o Juventude no Heriberto Hülse. A princípio, não vem reforços nem ocorrerão dispensas. Ele evitou especular esquema de preferência, e aproveitou para fazer uma brincadeira. "Gosto do 10-1 e vou tentar o 11-0 aqui". Será presságio de um ofensivismo? A aguardar. Neste domingo ele já comanda treino pela manhã. Ele ainda não pediu reforços. "Não, mas sei que tem negociações em andamento. Tenho que dar confiança aos que estão aqui".

Embora o Goiás não esteja disposto a liberar o zagueiro Raphael Silva e o atacante Lucão, o Criciúma ainda tenta as contratações, em especial do defensor. "A gente ainda tenta, mas temos zagueiros aqui e o Raphael não é o único zagueiro do Brasil", comentou o superintendente Róbson Izidro.

Fernando Ribeiro / Criciúma EC

Liel, Wallacer, Zé Carlos e Elvis são jogadores do elenco tricolor com os quais Mazola já trabalhou. "Eu não conheço mais a fundo a molecada, mas sei que tem um trabalho de base muito bem feito". Elvis será desfalque na estreia do treinador na terça. Cumprirá suspensão. Zé Carlos foi bastante elogiado. "Ele precisa estar bem com ele mesmo. Mas nessa divisão tem poucos goleadores como ele". O treinador citou, ainda, Lucas Coelho e João Paulo como opções de referência. "O Lucas foi um dos grandes responsáveis pelo acesso do Avaí há dois anos", disse.

Mazola chega acompanhado do auxiliar Marcelo Dias, ex-técnico do Votuporanguense e Comercial no interior de São Paulo, e do preparador físico Roni Silva, que é catarinense de Florianópolis. "O meu perfil bate muito com o perfil do Criciúma", garantiu. Ele está em Criciúma desde ontem à noite. Teve várias conversas com o presidente Jaime Dal Farra e demais dirigentes até bater o martelo hoje no começo da tarde. "Foram conversas muito boas", garantiu Izidro. "Precisamos dar confiança a esse grupo, normal que tenha perda de confiança depois de cinco derrotas".

Fernando Ribeiro / Criciúma EC

"Peço ao torcedor que compareça. Sei que o horário é ruim mas todas as vezes que joguei aqui, muitos jogos a torcida ganhou o jogo, ou virou jogo", lembra o técnico. O Criciúma prometeu lançar, neste domingo, promoções para a partida diante do Juventude. "Não vejo o Criciúma abaixo das outras equipes, sinceramente", conclui. Ele assume o treinador em penúltimo lugar na Série B com zero. Não foi ultrapassado pelo lanterna Boa Esporte graças à derrota dos mineiros para o CSA por 1 a 0.

Ouça a entrevista coletiva de Mazola Júnior no podcast abaixo.

 

4oito

Deixe seu comentário