Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...
CORONAVÍRUS - Saiba mais aqui
* as opiniões expressas neste espaço não representam, necessariamente, a opinião do 4oito

Mais sobre a saída de Dodi do Criciúma

Denis Luciano
Por Denis Luciano 17/04/2018 - 10:20Atualizado em 17/04/2018 - 10:35

A Chapecoense realmente quis Douglas Moreira, mas quem levou o volante do Criciúma foi o Fluminense. Pelo menos dois fatos recentes foram decisivos no futuro do jogador: o fim do contrato com o Tigre e a escolha como um dos melhores do Campeonato Catarinense. Bati um papo com o técnico Argel Fucks sobre a perda do jogador, que acertou entre domingo e ontem a sua saída do Criciúma e já partiu para o Rio de Janeiro rumo ao seu novo clube.

"No domingo o Dodi me ligou explicando que tinha uma proposta do Fluminense, que o empresário dele já estava tratando disso com o Criciúma", confirmou Argel. "E que o Abel (Braga, técnico do Fluminense) ia me ligar pedindo referências. E ligou mesmo". Nesse telefonema, no domingo, Abel e Argel conversaram sobre Dodi. "Eu acho que ele vai jogar no teu time. É um volante dinâmico que pode fazer a meia também", disse o treinador do Criciúma ao experiente comandante do Fluminense. "Faz tempo que eu estou acompanhando ele", respondeu Abel.

Denis Luciano / 4oito

Sobre o contrato, quando estava por terminar o vínculo passado com o Criciúma, a Chapecoense sondou, mas Dodi dividia opiniões na Arena Condá. Alguns queriam, entre os quais o comando do departamento de futebol, outros nem tanto, nessa conta estaria o técnico Gilson Kleina. Tanto que alguém de Chapecó telefonou para alguém do Tigre depois de saber do negócio com o Fluminense lamentando a perda na "queda de braço".

Mas a renovação de Dodi com o Criciúma, anunciada há poucos dias, foi providencial. Afinal, o volante esteve por exercer o seu direito de sair assim que o vínculo terminasse, mas topou o novo contrato até por gratidão aos anos de espaço que teve no Tigre. Mas no documento havia uma cláusula expressa: liberação para empréstimo ou venda de imediato em caso de interesse de clube da Série A. Foi o que aconteceu. Dodi vai emprestado até o fim do ano e o Flu tem opção de compra.

Existe sim a clara possibilidade de algum jogador vir do Fluminense por Dodi. Seria um emprestado até o fim do ano e com salários pagos pelo clube carioca. Nomes ainda não foram avaliados, mas Argel já comentou com Abel que precisa de um zagueiro, um meia e um atacante. Os diretores dos dois clubes já começaram a conversar a respeito.

Dodi tomou a decisão com serenidade. Já tem anos de serviços no Criciúma, desde muito jovem, e entendia que era a sua vez. Vai ganhar cerca de quatro vezes mais no Fluminense e terá uma vitrine obviamente maior. "A proposta foi muito boa, o Dodi é um bom profissional, ele me disse que queria ir, o passe vai estipulado. Não tinha como segurar", resume o técnico do Tigre.

Depois de definida a saída de Dodi, o presidente Jaime Dal Farra conversou com Argel. Reconheceu que precisa ceder reforços, ainda mais agora, reforçou a limitação do orçamento. O treinador já começa a pensar em alternativas. "O Barreto pode jogar ali. Ganho mais com ele na imposição física, e ele é segundo volante. Temos o Liel e o Jean Mangabeira para a primeira função", cita Argel.

Douglas Moreira jogou 147 vezes com a camisa do Criciúma, participou de 57 vitórias, 40 empates e 50 derrotas, marcou 9 gols, tomou 40 cartões amarelos e nenhum vermelho. Sua estreia no Tigre foi em 23 de novembro de 2014, um empate em 1 a 1 com o Flamengo em São Luís, no Maranhão, pela antepenúltima rodada da Série A. O Criciúma já estava rebaixado e Luizinho Vieira era o técnico do Tigre. O primeiro dos nove gols dele pelo tricolor foi na abertura da Série B de 2015 quando marcou um dos gols nos 2 a 1 sobre o Mogi Mirim, fora de casa. O último gol foi no Catarinense deste ano, nos 5 a 2 sobre o Concórdia fora de casa. Dodi sai como o 41º jogador que mais vezes vestiu a camisa do Criciúma na história. 

4oito

Deixe seu comentário