Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...

Kleina pede para sair. Desacerto na multa emperra

Técnico pediu R$ 430 mil, Dal Farra fez contraproposta e, por enquanto, ele segue no Criciúma. Mas já há uma lista
Denis Luciano
Por Denis Luciano 05/08/2019 - 00:25Atualizado em 05/08/2019 - 00:27

Gilson Kleina pediu uma reunião com o presidente Jaime Dal Farra na manhã deste domingo. Na conversa, colocou do seu desejo de deixar o Criciúma, salientou que não vem conseguindo mobilizar os jogadores e reconheceu as dificuldades que vem enfrentando na Série B. Essa informação foi o destaque do nosso Programa Papo de Bola, neste domingo à noite, na RTV Criciúma.

Não chegou a ser um pedido de demissão, mas Kleina deixou clara a intenção de sair. Só não oficializou o desligamento ainda pois, no decorrer da conversa, requereu o pagamento da multa rescisória. Solicitou algo em torno de R$ 430 mil. Dal Farra argumentou, fez uma contraproposta mas não houve acerto. Kleina ainda não saiu. Ele segue técnico mas, depois dessa, o ambiente claro que não é dos melhores. Isso tudo horas depois do tropeço de sábado, derrota por 2 a 1 em casa para o Operário, resultado que consolidou o Criciúma em antepenúltimo, na zona de rebaixamento da Série B.

Parece ser questão de horas para ser consumada a saída de Gilson Kleina. Com o ajuste da multa, é provável que muito em breve seja oficializado o rompimento.

Na entrevista coletiva de sábado, depois da derrota para o Operário, Kleina foi questionado pelo Jota Éder, do Timaço da Rádio Som Maior. "Você consegue tirar algo mais, mais rendimento desse time?", perguntou o repórter. Kleina começou com um argumento técnico, mencionou os desfalques, disse que "trabalho não falta" e citou um "vida que segue". Depois, continuou na análise do jogo e se esquivou da questão da reportagem. "A sorte tem que voltar para o Criciúma", chegou a dizer.

O diretor de futebol João Carlos Maringá veio na sequência e usou palavras de Dal Farra para dizer que "o Kleina segue com a gente", tratou de convicção e do desejo da diretoria de continuar com o treinador até o fim. A certa altura, indagado sobre a multa rescisória, Maringá afirmou que "a multa é maior para o Kleina pedir para sair do que nós manda-lo embora". "A hora que o kleina achar que não tem condições de reverter, ele abre mão da multa", disse. "Se o Kleina chegar e falar que não consegue mais, é outra coisa", completou.

Já há uma lista rondando os bastidores do Criciúma, para a provável saída de Gilson Kleina. Os candidatos a técnicos que passam pelas ideias do presidente Dal Farra são Hemerson Maria, que saiu faz pouco do Figueirense; Roberto Cavalo, que está no Botafogo de Ribeirão Preto; e Waguinho Dias, finalista da Série D pelo Brusque. A segunda-feira promete ser longa no Heriberto Hülse. E o Tigre, no Z-4, volta a campo domingo que vem em casa contra o Sport Recife. No Dia dos Pais.

4oito

Deixe seu comentário