Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...
CORONAVÍRUS - Saiba mais aqui
* as opiniões expressas neste espaço não representam, necessariamente, a opinião do 4oito

Deputado cita esposa para defender fim da quarentena

Denis Luciano
Por Denis Luciano 31/03/2020 - 12:51

Deve ser votado em sessão online da Assembleia Legislativa (Alesc) nesta quarta-feira, 1, projeto de autoria do deputado estadual Jessé Lopes (ainda no PSL) que visa derrubar o decreto de isolamento social assinado pelo governador Carlos Moisés. Na proposta, Jessé defende que é ilegal decretar isolamento de pessoas saudáveis. Ele considera as medidas excessivas pois "restringem a liberdade do cidadão". Saiba mais do projeto clicando aqui e conferindo postagem do Blog do Adelor Lessa.

Para defender o projeto de sua autoria, Jessé fez circular nesta terça-feira, 31, pelas redes sociais, um relato no qual utiliza a situação da sua esposa como exemplo. Ela é dentista em Forquilhinha e segue, conforme o parlamentar, trabalhando normalmente. Confira:

MINHA ESPOSA E MINHA FAMÍLIA CORREM RISCOS?
 

Dep Jessé Lopes

 

-No município de Forquilhinha, onde hoje resido, minha esposa é concursada e dentista de posto de saúde. Assim que foi decretado o isolamento horizontal no estado, TODOS os dentistas foram DISPENSADOS. Mas minha esposa recebeu um CONVITE para que ficasse à disposição, para atender somente as emergências.

-Conversamos e a incentivei a ACEITAR esta HONROSA missão. Assim, ela o fez e está fazendo até hoje, e fará até o final, o que me enche de orgulho!

-Mas, o que fazem as pessoas pensarem que ela está IMUNE? Que ela não pode trazer o vírus pra minha casa onde também temos um filho de 6 anos? Que temos nossos pais vivos - graças a Deus - todos com mais de 60 anos?! E estendo isso para todos os que ainda estão trabalhando em bancos, mercados e farmácias.

 

ELES NÃO ESTÃO IMUNES! Apenas trabalham com os devidos cuidados e precauções. Se assim todos o fizerem, podemos voltar a trabalhar e produzir em Santa Catarina!!

 

-Com este pensamento é que amanhã, dia 1 de abril, devemos votar em sessão on-line na ALESC, a SUSTAÇÃO de ATO de minha autoria, que REVOGA o decreto autoritário do governador Moisés.

Santa Catarina não pode parar!

Tags: Coronavírus

4oito

Deixe seu comentário