Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...
CORONAVÍRUS - Saiba mais aqui
* as opiniões expressas neste espaço não representam, necessariamente, a opinião do 4oito

Daniel e Jorginho, SC com Bolsonaro nos EUA

Apenas quatro parlamentares conseguiram lugar no avião presidencial: dois catarinenses
Denis Luciano
Por Denis Luciano 06/03/2020 - 15:59Atualizado em 06/03/2020 - 18:39

Santa Catarina terá presença importante na comitiva do presidente Jair Bolsonaro que embarca na próxima madrugada para missão rumo aos Estados Unidos. Apenas quatro parlamentares conseguiram autorização para viajar no avião presidencial, e dois deles são catarinenses: o senador Jorginho Mello (PL) e o deputado federal Daniel Freitas (PSL).

Daniel e Jorginho estão em um grupo que reúne desde a primeira dama, Michele Bolsonaro, até seis ministros. O desembarque em Miami será na manhã deste sábado. À noite, haverá um jantar com o presidente Donald Trump, depois de uma reunião entre os presidentes em Palm Beach, também na Flórida. Situação política da Venezuela - Bolsonaro retirou o corpo diplomático brasileiro do país vizinho - e investimentos em infraestrutura estão na pauta, conforme antecipou a Secretaria de Imprensa da Casa Branca.

"Como líderes das duas maiores economias do hemisfério, Trump e Bolsonaro discutirão oportunidades para restaurar a democracia na Venezuela, trazer paz ao Oriente Médio, implementar políticas comerciais pró-crescimento e investimentos em infraestrutura", resume o comunicado do governo norte-americano. “O presidente [Trump] usará esta reunião como uma oportunidade para agradecer ao Brasil por sua forte aliança com os Estados Unidos”,completou a Casa Branca.

A viagem da comitiva brasileira durará quatro dias. Entre os encontros com políticos e empresários, haveria uma agenda na Tesla, a montadora de veículos elétricos que se almeja trazer para o Brasil. O fato de lutar pela vinda da Tesla ajudou Daniel Freitas a ser incluído no grupo que acompanha Bolsonaro, e o deputado vem se empenhando para, caso a empresa seja convencida a fazer o investimento no Brasil, que possa optar por Criciúma. Mas não ocorrerá visita à Tesla, já que o presidente da empresa encontra-se na Alemanha e anunciou a disposição de visitar o Brasil em breve para tratar do assunto.

A fábrica da Embraer e reuniões com prefeitos da Flórida também estão no cronograma das visitas nos Estados Unidos.

4oito

Deixe seu comentário