Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...
* as opiniões expressas neste espaço não representam, necessariamente, a opinião do 4oito

Coronavírus: A lista do Estado precisa de socorro

Dois casos em Santa Rosa de Lima seria como 200 casos em Criciúma. Mas não são
Por Denis Luciano 14/04/2020 - 16:14 Atualizado em 14/04/2020 - 16:15

Não é de hoje que aparece defasada a relação que o Governo do Estado publica, todo fim de tarde, com a relação dos municípios e seus casos de Covid-19. Tanto que, na relação desta segunda-feira, 13, Criciúma apareceu com 48 registros. Àquela altura, o número da Vigilância Epidemiológica municipal estava em 48 e, dali a poucas horas, seria atualizado para 52 registros positivos da doença.

Outro exemplo regional tem a ver com Siderópolis. Por dias a fio, dois casos pertencentes ao município apareciam na lista de Criciúma. Demorou para vir a correção. Isso sem falar de Içara, que o próprio prefeito Murialdo Gastaldon avisava havia dias que não era um caso. De um dia para outro, a relação içarense saltou para oito, mas na estadual aparecem sete casos na cidade vizinha a Criciúma.

Confira também - Os números do coronavírus em Santa Catarina

E uma mais curiosa ainda veio à tona nesta tarde de terça-feira. Santa Rosa de Lima, município no extremo norte da Amurel, quase na vizinhança dos costados da Grande Florianópolis, vem aparecendo há alguns dias na lista da Secretaria de Estado da Saúde. Primeiramente, com um caso, que já chamou a atenção, pois a cidade distante 104 quilômetros de Criciúma conta com diminuta população, apenas 2 mil habitantes. Na relação de ontem, a situação piorou: dois casos de Covid-19 na cidade.

Claro que o dado alarmou. Tanto que a prefeitura tratou de emitir uma nota esclarecendo que, de fato, não há casos na cidade. Já foi avisado ao Estado que um dos dois referidos é, na verdade, de Santa Rosa do Sul, também no sul catarinense, mas na Amesc, ali entre Sombrio e São João do Sul. E o outro caso? Ninguém sabe de onde é.

A área central da pequena Santa Rosa de Lima, na Amurel

Claro que a Secretaria de Estado da Saúde vem realizando um mastodôntico trabalho de orientar os serviços sanitários em tempos de uma pandemia histórica em Santa Catarina, mas que é preciso uma melhor atenção com os dados municipais, isso é. Afinal, alardes desnecessários podem estar sendo gerados. Imaginem o falatório em uma cidade de 2 mil habitantes que supostamente teria dois casos de coronavírus? É tão impactante quanto se houvesse 200 casos em Criciúma. A conta é simples: 2 casos entre 2 mil habitantes de Santa Rosa de Lima seria o mesmo que 200 casos entre 200 mil habitantes de Criciúma. Corrigindo: Santa Rosa tem zero, Criciúma tem 52. Ao menos até a próxima atualização.

Abaixo, a nota da prefeitura de Santa Rosa de Lima:

Nota de Esclarecimento

 

A Vigilância Epidemiológica do Município de Santa Rosa de Lima esclarece que, até a presente data, 14 de abril de 2020, não foi registrada na abrangência de seu território a ocorrência de qualquer caso positivo para Covid-19, doença provocada pelo novo coronavírus (Sars-Cov-2).

 

O Governo do Estado, por meio de seus canais de comunicação, tem divulgado equivocadamente a ocorrência de dois casos positivos em Santa Rosa de Lima. Um desses casos já foi identificado como sendo originalmente do município de Santa Rosa do Sul, pertencente à Amesc (Associação de Municípios do Extremo Sul Catarinense). O segundo caso ainda não foi identificado de onde seria. Porém, a Vigilância Epidemiológica e a Secretaria Municipal de Saúde reforçam que até o momento não há nenhuma notificação, seja de hospitais públicos ou de clínicas particulares da região, de Covid-19 para Santa Rosa de Lima.

 

Em março, o município chegou a apresentar dois casos suspeitos. Porém, após exames realizados pelo Lacen (Laboratório Central do Estado), os resultados deram negativo para coronavírus. A Secretaria de Estado da Saúde já foi comunicada deste erro e o município de Santa Rosa de Lima, agora, aguarda pela correção dos dados.

 

Por fim, a Vigilância Epidemiológica municipal solicita aos órgãos de imprensa da região e do estado, que têm desempenhado importante papel no combate a esta pandemia, que ao divulgarem informações a respeito do contágio em cada cidade, atentem para esta situação. Também, de imediato, o órgão se compromete a dar publicidade por meio dos canais de comunicação oficiais do município caso qualquer suspeita ou confirmação de Covid-19 ocorra na área de sua abrangência.

 

Santa Rosa de Lima, 14 de abril de 2020
Vigilância Epidemiológica Municipal
Secretaria Municipal de Saúde

Copyright © 2021.
Todos os direitos reservados ao Portal 4oito