Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...

Bares na orla e novo pórtico no foco do prefeito do Rincão

Município está garantindo cedência de direito de uso da faixa de praia para instalar empreendimentos
Denis Luciano
Por Denis Luciano 07/08/2019 - 11:28Atualizado em 07/08/2019 - 11:30

Para quem sempre reclamou da falta de atrativos na faixa de areia do Balneário Rincão além da própria praia e do mar, uma excelente notícia. O prefeito Jairo Custódio nos confirmou, na manhã desta quarta-feira, 7, que o município está garantindo, via Serviço de Patrimônio da União (SPU), a cedência da orla para uso comercial. Na prática, isso significa que a prefeitura será responsável pela elaboração de projetos arquitetônicos para instalações visando futura exploração comercial na faixa de praia.

Conforme o prefeito, a intenção é fazer algo em torno de seis bares com containers. "Já que não precisam ser estruturas permanentes, para não ter a corrosão com as cheias dos períodos de fora do verão", relata. Logo, serão estruturas temporárias, que a prefeitura vai projetar e edificar e, depois, terceirizar a gestão.

Ainda não há prazos definidos, mas tudo leva a crer que é para breve a montagem. A cedência ainda não foi publicada no Diário Oficial da União, última etapa antes de tirar o projeto do papel.

Outra: faz algumas semanas fomos saber do pórtico do Rincão. Há um erguido, e não terminado, faz alguns anos, da gestão do ex-prefeito Décio Góes, ali na altura do Bairro Pedreiras, na SC-445. Está incompleto. Não terminaram. O prefeito Jairo pretende fazer um novo, diferente, no mesmo local. Para tanto, já tem projeto elaborado e vai buscar recursos em Brasília. Alguma emenda de deputado federal para viabilizar a obra. O projeto, segundo ele, é arrojado, chamativo, contará com pistas laterais - há espaço para isso ali - e depende da próxima ida do prefeito, ainda sem data marcada, para a capital federal.

O atual pórtico, iniciado e não concluído, deve dar lugar a outro / Foto: Denis Luciano / 4oito

E tem outra meta no horizonte de Jairo Custódio. Dar uma incrementada na estrutura daquele terreno que abriga a Festa da Tainha, no Centro do Rincão, na avenida. A ideia é erguer ali dois quiosques e um restaurante, para servir de estruturas fixas no espaço, e terceirizar depois. É projeto, ainda em busca de recursos.

Enquanto isso, vão de vento em popa as obras da segunda etapa do calçadão da Beira Mar. O tempo tem colaborado, não chove e assim o trabalho é diário. Jairo já prevê a possibilidade de entregar a obra - orçada em mais de R$ 2 milhões com recursos garantidos e que compreende cerca de 1 quilômetro - até novembro. Expectativa de próximo veraneio com dois quilõmetros de orla urbanizada e, quem sabe, os bares-containers na areia. Mais boas novas para o Rincão.

Falamos disso hoje no Jornal da Nove da Som Maior. Está no podcast:

 

4oito

Deixe seu comentário