Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...
CORONAVÍRUS - Saiba mais aqui
* as opiniões expressas neste espaço não representam, necessariamente, a opinião do 4oito

Argel repete o Criciúma contra a Chape

Denis Luciano
Por Denis Luciano 05/03/2018 - 18:17Atualizado em 05/03/2018 - 18:34

O Criciúma treinou pela manhã em Chapecó. E folgou à tarde. Descanso necessário. Tempo para o técnico tricolor colocar muita coisa em dia. Entre uma espiada e outra em vídeos da Chapecoense, trocou uma ideia conosco por telefone. Está muito determinado. Com uma fala clara, transparente, esbanja confiança e vê nítida evolução nos primeiros dias de trabalho. E confia no efeito positivo da primeira semana de treinos. Foi a única colheita positiva da eliminação na Copa do Brasil. Com ela, o time forçosamente folgou no meio da semana passada e Argel teve todos os dias para arrumar a casa.

"Sinto que os jogadores estão entendendo o que temos pedido", destaca. Ele vê o time mais organizado e, pensando no entrosamento, não titubeia. "O time reagiu bem, estamos em processo de evolução, a hora é de repetir o time". Logo, a esperada escalação do volante Jean Mangabeira não vai acontecer. O pupilo de Argel esperará no banco. "Mas vou aproveitar ele", revela. Ou seja, Mangabeira virou parte do plano B. O plano A, agora, é entrar em campo na Arena Condá na quarta-feira com três atacantes.

Ricardo Artifon / Concórdia AC

É ousadia demais? "Olha, o time pode ter três atacantes e nem ser ofensivo demais". Argel bate na tecla de um Criciúma solidário, no qual todos marquem, todos mordam, todos corram atrás e todos ataquem também. Para fazer a antítese do suposto ofensivismo, ele volta a lembrar do Figueirense que ganhou do próprio Tigre na reestreia de Argel faz dois domingos. "Eles vieram com três volantes e um atacante, mas não quer dizer que era uma retranca", avalia.

Assim, lá vai o Criciúma encarar a Chape com Luiz, Sueliton, Sandro, Nino e Andrew, Barreto, Douglas Moreira e Elvis, João Paulo, Lucas Coelho e Maílson. Havia três preocupações físicas maiores, todas superadas. "O Sueliton suportou bem, o Andrew até pensamos em tirar e colocar o Eltinho em Concórdia mas ele pediu para ficar e o Lucas Coelho (foto abaixo, conversando com Argel) também tá reagindo legal", revela o treinador.

Daniel Búrigo / A Tribuna

Para o técnico, o Criciúma jogou nos 5 a 2 como treinou durante a semana. "Sem chutão", define. Argel apronta o time no treino final da tarde desta terça-feira no CT da Chapecoense. Ainda preocupado com a parte de baixo da tabela. "Precisamos chegar aos 21 pontos", conclui. Faltam nove para o objetivo. E sete jogos.

4oito

Deixe seu comentário