Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...
* as opiniões expressas neste espaço não representam, necessariamente, a opinião do 4oito

Argel e hoje: "Tudo pode acontecer"

Denis Luciano
Por Denis Luciano 21/03/2018 - 07:00

Tudo pode acontecer? Sim. Argel não está tão equivocado ao afirmar que tudo pode acontecer logo mais na Ressacada. Cabe lembrar que o Avaí é o time de pior campanha em casa no Campeonato Catarinense. Fez oito pontos em seus domínios, resultados de duas vitórias, dois empates e duas derrotas, e duas derrotas para abalar estruturas, para Concórdia e Hercílio Luz. Dois rivais diretos do Criciúma na briga contra o rebaixamento já ganharam do Avaí em Florianópolis. Eis o tamanho do desafio.

E o Criciúma vai mudado para o jogo. Fábio Ferreira reestreia na zaga no lugar do lesionado Nino. Marlon vai para o segundo jogo na lateral esquerda. Jean Mangabeira ganha chance na ausência de Douglas Moreira e Barreto vai para a sua função, como segundo volante. Wallacer entra com as esperanças de Argel para fazer companhia a Elvis no meio. E o ataque terá dois, Zé Carlos mais um a escolher entre João Paulo, o mais cotado, Andrew, um bom candidato, e Caio, que corre super por fora. Sequer treinou entre os titulares ontem.

Denis Luciano / 4oito

E o Elvis? O Argel trata de encher a bola dele. É visível que o treinador precisou rever o discurso externo em relação ao meia, que ele criticou e bastante após o 1 a 1 com o Brusque. O discurso ontem já era outro. Tanto no treino, com muito incentivo e palavras positivas, quanto na entrevista coletiva, com o prestígio a ele. "É o nosso camisa dez", apontou. "Quando o Elvis joga bem, o time todo joga bem", emendou, citando os 5 a 2 de Concórdia quando ele teve sua melhor atuação, disparado na temporada.

Denis Luciano / 4oito

"Muito bom, passa 60 vezes assim durante o jogo", disparou Argel a certa altura para Elvis, depois de um passe longo e milimétrico dele. E Fábio Ferreira? Treinou entre os reservas no primeiro tempo, no intervalo chamou Sandro e Luiz para uma conversa, depois convidou Nino e ele, reclamando dores musculares, foi sacado. Lesão constatada, é de Fábio a vaga na defesa. Com essa mudança, Luiz e Sandro restam como os únicos jogadores escalados sempre por Argel desde o início desta terceira passagem. Ao final do trabalho coletivo, Fábio foi para uma das áreas aparar, de cabeça, cruzamentos executados (e bem) pelo Galego, auxiliar do Argel.

Denis Luciano / 4oito

No outro campo, Zé Carlos e Lucas Coelho treinaram uns pênaltis. Pouco antes, ainda na bola rolando do treino, Argel questionou Wallacer, o novo titular do meio, se ele encara bolas paradas. "Sim, aparecendo no jogo eu vou". Argel quer ter o plano B para Elvis, que segue o titular também dessa situação. 

Questionei o Argel na coletiva sobre os quatro jogadores devolvidos à preparação física. Afinal, Carlos Eduardo, Eltinho, Luiz Fernando e Siloé estão fora dos planos? "Não. Mas eles estão muito abaixo dos demais fisicamente. Se precisarem de uns 20 dias para entrarem em forma, vão ter esses vinte dias". Mas o técnico espera poder contar com eles na Série B.

Denis Luciano / 4oito

Se o Criciúma acredita na vitória hoje? "É só o que nos resta. Ganhar. O empate não interessa", define Argel. Então tá. Vamos contar tudo no Futebol Som Maior a partir das 20h, direto da Ressacada. Lá estarei com o Jotha Del Fabro e o Sarandi. Vem com a gente! Ah, tudo do Tigre hoje em A Tribuna, na página 24. Vale a leitura!

4oito

Deixe seu comentário