Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...
CORONAVÍRUS - Saiba mais aqui
* as opiniões expressas neste espaço não representam, necessariamente, a opinião do 4oito

Acordo fechado, Kaminski é o candidato de Moisés

Vereador acertou com o governador nesta segunda a migração para o PSL
Denis Luciano
Por Denis Luciano 17/02/2020 - 16:53Atualizado em 17/02/2020 - 17:09

Uma reunião na tarde de hoje entre o vereador Júlio Kaminski e um representante enviado pelo governador Carlos Moisés (PSL) definiu os detalhes da operação de migração do parlamentar do PSDB para o PSL. O ato de filiação deve acontecer no dia 5 de março.

Kaminski será candidato a prefeito não mais pelo DEM, como anunciado anteriormente, mas pelo PSL. Ele garante que terá total respaldo do governador, que participará ativamente da campanha. Moisés buscará descarregar seus votos e seu prestígio para o candidato do PSL.

Kaminski acredita que o governador terá um bom poder de transferência de votos, pois tem em mãos pesquisas que indicam uma aprovação de quase 70% do governo de Moisés entre os criciumenses. O vereador não descarta o DEM, partido que o havia acolhido anteriormente, mas no qual não chegou a se filiar. Ele disse que o DEM deve fazer parte da coligação, muito provavelmente indicando a professora Lisiane Tuon para vice-prefeita.

A coligação deve contar com outros partidos na majoritária. As negociações devem se desenvolver na próxima semana. O vereador Edson Paiol (PP) e o suplente Alison Pires (PSDB) devem migrar junto com Kaminski ao PSL. O vereador tenta ainda atrair para o novo partido o vereador Ademir Honorato, que está em negociações para trocar o MDB pelo PL no próximo mês. 

4oito

Deixe seu comentário