Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...
* as opiniões expressas neste espaço não representam, necessariamente, a opinião do 4oito

Será que vamos ter que voltar a 1904?

Sobre Oswaldo Cruz e a Revolta da Vacina
Adelor Lessa
Por Adelor Lessa 31/10/2020 - 08:48Atualizado em 31/10/2020 - 10:35

Novembro de 1904.

Rebelião popular contra a vacina anti-varíola aconteceu no Rio de Janeiro.

Foi chamada de "a revolta da vacina".

Naquele momento, Rio era capital do país e o número de internações devido à varíola estava elevado, e subindo muito.
Era uma situação fora de controle.

Até que veio a vacina!
Mas surgiu um movimento de reação à vacina.
Algumas camadas da população rejeitavam.

O médico Oswaldo Cruz era o homem do governo federal para comandar a operação de combate as doenças, e ele impôs vacinação obrigatória contra a varíola.

Todos os brasileiros com mais de seis meses de idade teriam que vacinar.
Era a maneira de controlar a situação.
Mas, políticos e militares de oposição, e parte da população do Rio, se colocaram contra a vacina.
Incitavam as pessoas a enfrentar os funcionários da Saúde Pública que, protegidos pelos policiais, entravam nas casas e vacinavam as pessoas à força.
Os mais radicais pregavam a resistência à bala, alegando que o cidadão tinha o direito de preservar o próprio corpo e não aceitar aquele líquido desconhecido.


Vencido aquele tempo, Osvaldo Cruz virou personagem importante da historia do país, e são reconhecidos os relevantes serviços prestados à saúde pública. 


Agora, quando é anunciado que a vacina contra o coranavírus vem por aí, talvez no primeiro trimestre de 2021, começa o debate sobre vacinação obrigatória ou não.

Mas, será que teremos que voltar à 1904?
 

 

4oito

Deixe seu comentário