Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...

Pedágio no sul e muito jogo de cena!

Adelor Lessa
Por Adelor Lessa 29/10/2019 - 06:29Atualizado em 29/10/2019 - 06:38

O sul do estado não está reagindo como deveria à decisão do Governo Federal de implantar mais quatro praças de pedágio na região, e cobrar tarifa em torno de R$ 5,00.

A impressão é que os poucos movimentos feitos foram apenas para dar uma satisfação à torcida. Mas, efeito prático, nenhum.

Ontem, a Câmara de Criciuma aprovou requerimento do vereador Paulo Ferrarezi, MDB, para envio de moção de repúdio à ANTT. Fez bem o vereador. Cumpriu o seu papel. Mas, como todo o respeito, não terá nenhum efeito lá em Brasilia, na ANTT e no governo federal.

Enquanto isso, quem poderia fazer barulho para repercutir em Brasília, se encolhe, e se omite.

O Governo do Estado não disse até agora uma palavra sequer a respeito.

Mesmo que a rodovia seja federal, onde o governo catarinense não tem poder de decisão, o governador Moisés e os seus secretários deveriam se posicionar na defesa dos interesses do cidadão contribuinte. Poderiam pelo menos gestionar, e pressionar.

Os deputados federais da mesma forma. Foram cordatos demais. Simplesmente aceitaram o que foi decidido pelos técnicos e burocratas de Brasília. No inicio, até fizeram certa movimentação, mas quando o ministro de Infraestrutura bateu na mesa e disse que seria assim, ou não teria nada, eles baixaram as orelhas, e engoliram o pacote.

Quanto aos prefeitos, parece que o assunto não é aqui.

Os deputados estaduais até se movimentaram, fizeram discursos. Mas, sem efeito pratico.

E o pedágio está vindo para o sul do estado, com duas praças a mais do que tem no lado norte, e tarifa quase o dobro.

4oito

Deixe seu comentário