Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...

Os próximos passos da CPI do Criciumaprev

Intenção do Paço é que não haja indicativo de crime de responsabilidade do prefeito Salvaro
Adelor Lessa
Por Adelor Lessa 31/07/2019 - 18:57Atualizado em 31/07/2019 - 19:02

O vereador Zairo Casagrande fez o que era previsto na CPI do Criciumaprev. Ele devolveu o relatório do vereador Ademir Honorato sem adendos, apoiando integralmente e dizendo que se sente contemplado. O vereador Julio Colombo está com o processo na mão e terá prazo para entregar a sua postura, a sua posição até sexta-feira às 15h. Julio é advogado, está estudando questões legais, está assessorado. A tendência é que Julio Colombo apresente um substitutivo para tornar mais brandas as questões tratadas no relatório, Colombo está em sintonia com o Paço, e a preocupação do Paço é que o relato não seja muito aberto nem muito indicativo no sentido de encaminhar para a tipificação como crime. A intenção é levantar falhas processuais, irregularidades cometidas, mas que fique no quesito das infrações. Essa deverá ser a tendência, daí vamos para a segunda-feira, reunião da CPI quando deverá ser definido o parecer final no voto entre provavelmente um parecer substitutivo de Julio Colombo ou o parecer de Ademir Honorato. Se for somente o parecer de Ademir Honorato e acabe rejeitado, a CPI deverá eleger novo relator para formatar outro relatório final.

O Paço opera para a CPI concluir sem indicativo de crime de responsabilidade do prefeito Clésio Salvaro. Admite a possibilidade de infrações, penas, multas, mas não mais que isso, por isso o Paço opera, trabalha. Hoje no Paço há a convicção de quatro votos de sete, mas na oposição também. Serão dias tensos, e a CPI pode influenciar no processo político para a frente. Essas duas possibilidades são reais. Um voto vai decidir internamente. É possível contar com aprovação do parecer do vereador Ademir Honorato, o que criará problemas para o prefeito Salvaro pelo que indica o relatório, ou a CPI pode concluir pela derrubada do parecer do vereador Ademir produzindo um  novo relatório. Na política de Criciúma, agora, só se fala nisso.

 

4oito

Deixe seu comentário