Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...

O calçadão do Rincão, inaugurações na região e outras da coluna

Não é somente o calçadão, o clima está diferente no Rincão
Adelor Lessa
Por Adelor Lessa 24/12/2018 - 09:45Atualizado em 24/12/2018 - 09:51

Francieli Oliveira, interina

O ministro do Turismo, Vinicius Lummertz, que é catarinense e tem laços familiares com a região, fez questão de conferir de perto as obras do calçadão à beira-mar do Balneário Rincão e saiu de lá impressionado. Conhecia a praia antes e pôde comparar com o que viu. O futuro ministro do Turismo, que irá tomar posse no governo Bolsonaro, Marcelo Antônio, já avisou o deputado Ronaldo Benedet que deseja vir conhecer a obra.

É um novo tempo para o Balneário Rincão e não só pelo calçadão, que dá uma cara nova para a praia e que há muito tempo encontrava sérias dificuldades de sair do papel, especialmente, por encontrar as dificuldades do licenciamento ambiental. O prefeito Jairo Custódio tem os méritos nesse processo todo. Conseguiu tirar o calçadão do papel.

Com o Poder Público fazendo a sua parte e tirando do papel obras importantes, reflete diretamente na iniciativa das pessoas, e foi isso que aconteceu. Voluntários se juntaram e iluminaram casas.

Tudo isso deve se refletir no turismo e na economia local. O comércio deve sair ganhando, com mais pessoas circulando pela praia.

Ainda podemos registrar aqui que a rodovia que dá acesso à Barra Velha, outra antiga obra reivindicada, também saiu do papel.

Depois de alguns anos de sua emancipação, o mais novo município da Região Carbonífera parece que está ganhando mesmo ares de independência e buscando a sua vocação.

Não que nos primeiros anos nada tenham sido realizadas coisas importantes, o que foi feito, o planejamento, também é importante. Mas, é agora que se percebem as mudanças.

PEC arquivada

As universidades comunitárias comemoraram o arquivamento, nessa legislatura na Assembleia Legislativa de Santa Catarina, da PEC que pretendia mudar a forma de distribuição das bolsas de estudos pelo Artigo 170. A proposta é do suplente de deputado do Sul, Dóia Guglielmi (PSDB), e pretendia dividir de forma igual o recurso para as universidades comunitárias e particulares a partir de 2021. A questão não é que os alunos de universidades particulares não devam receber a ajuda, mas o papel de cada uma delas dentro da comunidade. Universidades comunitárias, como a Unesc, não visam ao lucro e devolvem em serviços para a comunidade.

Insegurança jurídica

E o resultado da eleição segue gerando insegurança jurídica e liminares em recessos surpreendendo. No fim de semana, o deputado federal João Rodrigues (PSD) deixou Brasília, onde cumpria regime semiaberto, e voltou para Chapecó, após um habeas corpus do ministro João Otávio Noronha, do Superior Tribunal de Justiça. A decisão permite que João Rodrigues deixe Brasília, mas ainda não lhe devolve os direitos políticos. Em nova tentativa, os advogados de defesa ingressaram com ação do Tribunal Superior Eleitoral.

O caso de João Rodrigues tem relação direta com o Sul do estado. Caso consiga reverter toda situação e ser diplomado, quem perde a vaga é Ricardo Guidi (PSD). No Direito, há sempre muitas interpretações, mas há teses que defendem que Rodrigues deveria ter retomado a sua elegibilidade até a diplomação, que aconteceu no último dia 18. Ricardo Guidi foi quem recebeu o diploma.

Só elogios

Cerimônia de entrega da UTI do Hospital São Donato, em Içara, foi marcada por elogios ao governador Eduardo Moreira (MDB) e ao secretário de Estado da Saúde, Acélio Casagrande. Diretor administrativo do hospital, Julio Cesar De Luca, disse que nunca precisou bater à porta do Acélio, que sempre chegou sem marcar hora e foi atendido. É essa relação que fará falta no próximo governo. Não que a nova equipe não receberá quem é do Sul, mas o contato será outro, com pessoas não tão ligadas a Criciúma e região.

Dívida eterna

Julio De Luca também fez questão de deixar registrado que nunca conseguirá pagar a dívida que tem com Eduardo Moreira. Leva em consideração as últimas ações em prol do São Donato. O hospital até pouco tempo figurava no noticiário com notícias ruins. Uma boa administração, com a ajuda da comunidade e com as ações do poder público, mudou a história.

Continuidade

O secretário da Fazenda, Paulo Eli, esteve presente na inauguração do São Donato. Ele será um dos secretários de Eduardo Moreira a permanecer no governo de Comandante Moisés. Tem o perfil técnico e é funcionário de carreira da pasta. Tem ligações familiares com Julio De Luca, que disse que Paulo Eli vai ser o braço desse governo dentro do novo governo.

Dois presentes de Natal

O prefeito Murialdo Gastaldon lembrou que Içara ganhou dois presentes de Natal. No ano passado, a Via Rápida. Nesse, a UTI do São Donato. Duas obras que tiveram importante participação de Eduardo Moreira, Luiz Fernando Vampiro e Acélio Casagrande, três políticos do Sul.

Na conta

Murialdo também contou que o dinheiro prometido por Eduardo Moreira para a construção da Casa Rosa, da Rede Feminina de Combate ao Câncer, já está na conta, assim como para a construção do quartel dos Bombeiros.

Impacto

O aumento do salário mínimo previsto para janeiro de 2019, de R$ 52, não é muito significativo no bolso do trabalhador, mas traz um impacto significativo às Prefeituras do país. De acordo com um estudo feito pela Confederação Nacional dos Municípios (CNM), esse impacto será de R$ 2,3 bilhões em 2019.

Afetado

Das 135 datas reservadas para sessões na Assembleia Legislativa, 18 foram trocadas por reuniões extras em datas de reuniões ordinárias. Isso devido ao período eleitoral, em que os deputados saíram às ruas para pedir votos. Tudo isso levou ao ritmo frenético da última semana. Na última sessão do ano, foram 61 matérias apreciadas.

Sem recesso

Diferente dos outros anos, o funcionalismo público do estado não terá o recesso entre Natal e Ano-Novo. Essa deve ser uma tendência daqui para frente.

Iniciativa privada

Foi entregue o Centro de Eventos de Balneário Camboriú, nesse domingo. Mesmo ainda com obras a terminar, a cerimônia foi para contemplar o atual Governo Federal, que foi quem repassou as verbas. O governador Eduardo Moreira voltou a defender que a gestão seja repassada para a iniciativa privada e afirmou que já conversou sobre o assunto com o governador eleito, Carlos Moisés.

Dois em funcionamento

Dos 13 Centros de Inovação planejados pelo Governo do Estado desde 2011, apenas dois estão em funcionamento: Lages e Jaraguá do Sul. Criciúma aguarda com muita ansiedade pelo seu, que ficou para o próximo ano.

4oito

Deixe seu comentário