Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...

Novo partido, presidência do MDB e outras da coluna

UDN começa em Criciúma com muitos “salvaristas” e políticos conhecidos
Adelor Lessa
Por Adelor Lessa 25/03/2019 - 06:53

A reunião, sábado à tarde, é para a arrancada no processo de organização da UDN em Criciúma. Mas parecia um encontro de tucanos e ex-tucanos. 
Afinal, lá estavam (e discursando) o ex-vice-prefeito Verceli Nunes Coral, hoje adjunto de infraestrutura no governo de Clésio Salvaro, o médico e ex-vereador Márcio Zacaron, fundador do PSDB, e Amilton Guidi, ex-vereador e ex-presidente da Fundação de Meio Ambiente.
Zacaron e Coral tem afinidade política e são amigos pessoais do prefeito Clésio Salvaro (PSDB).
Amilton Guidi é primo de Altair Guidi, mas fez política junto a Anderlei Antonelli, desde o PDT ao PSDB.
A primeira reunião da UDN de Criciúma foi comandada por Julio Cesar Lopes, que amanhã, 16h, assumirá a Presidência da Fundação de Cultura no governo de Clésio Salvaro.
Julio organizou e presidiu o PSL até janeiro, e é pai do deputado estadual Jessé Lopes (PSL).
Pelos envolvidos, fica evidente que a UDN nasce em Criciúma muito próxima do governo de Salvaro.
É praticamente uma “extensão" do PSDB.
Mas, além dos tucanos e ex-tucanos, a reunião da UDN atraiu emedebistas da região, como Diomicio da Silva (complexo 1001), fundador do MDB em Içara, e muitos filiados de Criciúma.
Também foi anotada a participação de jovens e pessoas sem experiência na política.
No total, participantes de 42 municípios de todo o Sul.
O desafio agora é conseguir o número mínimo de assinaturas para criar a comissão provisória e depois diretório do partido, para estar em condições de participar da eleição de 2020.

Sem chance

Eduardo Moreira voltou a ser citado para a presidência estadual do MDB, depois que o senador Dário Berger jogou a toalha.
Mas ele descartou.
De Londres, onde está fazendo o seu “período sabático”, Eduardo anunciou: “Chance zero, não quero e não serei presidente”.
O deputado estadual de primeiro mandato Fernando Kreling, de Joinville, foi lançado para presidência estadual do MDB. E deverá ser o eleito.

Sobre os prejuízos

Eduardo Moreira avalia que o MDB já teve grande prejuízo político e eleitoral por causa de Michel Temer. Não acredita que fique muito pior com a prisão.
Trecho de sua entrevista à Som Maior:
“O estrago já foi feito. Ele teve 90% de rejeição na Presidência do país e isso pesou para o MDB na eleição de outubro. Agora, a prisão deprecia a classe política como um todo. Tem muita gente que joga pedra agora, mas depois a pedra volta. Isso tem sido recorrente na política”.

Feliciano na área

O deputado federal Pastor Marco Feliciano (Podemos), campeão de votos em São Paulo em 2018, estava em Criciúma no fim de semana.
Ele é pastor evangélico e cumpriu agenda sem compromissos políticos. 

Batman na Câmara

Cristiano Zanetta, o Batman do Brasil, será homenageado hoje na Câmara de Vereadores de Criciúma, via Moção de Aplauso.
Ele é conhecido pelo trabalho social que faz, principalmente nos hospitais.

Para a Apae

A deputada federal Geovania de Sá (PSDB) se reuniu em Meleiro com o vice-prefeito Rodrigo Bordignon, de quem recebeu pedido formal para liberação de recursos para compra de van para a Apae do município.
Geovania foi a mais votada para a Câmara Federal em Meleiro em 2018.

Casan e o novo chefe

O engenheiro sanitarista e ambiental Gilberto Benedet Junior, funcionário de carreira da Casan, é o novo superintendente regional.
Ele assume em sintonia com a nova presidente, Roberto dos Anjos, também funcionária de carreira.
A intenção é fazer trabalho técnico, mas focando na melhor relação com os municípios.
Na semana passada, o governador Carlos Moisés anunciou durante inauguração em Florianópolis que pretende fortalecer parceria com os municípios.

Casan e a ameaça

Gilberto Benedet Junior assume a Casan na região no momento em que Criciúma e outros cinco municípios estão avançando na direção do rompimento do contrato.
Os municípios já montaram o consórcio e estão começando a cumprir o “roteiro das formalidades” para rompimento.
O primeiro ato é a notificação à Casan, que será entregue hoje.
A partir daí, prazos serão cumpridos.
A previsão entre os prefeitos é que o rompimento com a Casan será oficializado até o final de abril.
No sábado, grupo de advogados trabalhou para sustentar os procedimentos que serão adotados pelos prefeitos.

4oito

Deixe seu comentário