Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...

Kleinübing diz não. Merisio abre duas vagas ao PP. Amin intensifica articulação

Adelor Lessa
Por Adelor Lessa 14/07/2018 - 09:00Atualizado em 14/07/2018 - 09:01

A sexta-feira foi movimentada. O que parecia “encaminhado" caiu por terra. Gelson Merisio, PSD, foi pessoalmente ao deputado João Paulo Kleinübing, DEM, para convidá-lo a ser o vice na sua chapa e ouviu um "não, obrigado".

Kleinübing foi alem. Disse que não será vice de Merisio, mas está conversando com o PP de Amin e com o MDB Mauro Mariani, podendo compor de vice com um, ou com outro.

Merisio havia entendido que Kleinübing de vice era a “senha" para Esperidião Amin, PP, fechar a aliança PP-PSD, e encaminhar sua candidatura ao senado. Ledo engano.

O primeiro movimento de Merisio logo depois da negativa de Kleinübing foi abrir ao PP a possibilidade de duas vagas na chapa majoritária. Vice e senador.

Outro movimento - sabendo que Amin está articulando intensamente nos bastidores, despachou emissários para abrir conversações com o PSDB. Liberou que falassem em duas vagas majoritária.

Ou seja, Merisio sente risco real de perder Amin e o PP, e tenta compensar com o PSDB. Alem de tentar evitar que o PSDB siga com Amin.

O grupo de comando do PSDB passou o dia em reuniões. Uma parte em Balneário Camboriu, junto com o deputado Leonel Pavan, e outra parte em Florianópolis.

Por telefone, prefeitos e deputados articularam muito para a reunião de segunda-fera a executiva estadual.

Está definido que alguns prefeitos vão defender aliança com PP, apoiando Amin para governador e ficando com duas vagas na chapa (vice e senado).

Se a proposta não passar, vão exigir que conste em ata que não será feita nenhuma outra aliança nestas condições - duas vagas na chapa majoritária.

Neste domingo, fim da tarde, Amin, Merisio e Kleinübing voltam a se reunir com Raimundo Colombo (PSD) e Paulinho Bornhausen (PSB). Nada devem decidir. Tudo ficará para depois da reunião do PSDB.

 

MDB na sexta

O governador Eduardo Moreira fará “comício" com Mauro Mariani, candidato do MDB a governador, na sexta-feira, em Içara.

Data e local foram definidos pelos prefeitos do partido, reunidos durante a festa da tainha, no Rincão.

 

Sul de fora

De todas as especulações feitas até agora sobre composição de chapa majoritária, o único nome do sul que foi citado foi o da deputada Geovania de Sá, para candidatura a vice-governador. Qu ela não quer!

A tendência é que o sul fique fora do núcleo de poder do futuro governo.

 

Quatro candidatos

O presidente estadual do PSDB, deputado Marcos Vieira, disse ontem na Som Maior que quatro candidatos a governador estão consolidados, não recuam mais. Paulo Bauer (PSDB), Mauro Mariani (MDB), Gelson Merisio (PSD) e Décio Lima (PT).

Ele disse que “não dá para saber" o que vão fazer o PP de Amin e o DEM de Kleinübing.

 

Com a faca e o queijo

Esperidião Amin, de novo, está coma faca e o queijo na mão. O quadro para a eleição será montado a partir da sua decisão sobre a candidatura que vai assumir, e com quem.

Pela sua força eleitoral, tem autonomia para decidir para onde vai.

 

Reforço

O terceiro suplente de vereador do PP de Criciuma, arquiteto André de Luca, migrou para o PSD.

O ato de filiação foi nesta sexta-feira, durante reunião com o deputado Ricardo Guidi, ex-deputado Julio Garcia, vice-prefeito Ricardo Fabris e o ex-prefeito Anderlei Antonelli.

Fabris foi responsável direto pela adesão de André. Os dois foram da equipe de governo quando Antonelli foi prefeito.

Na eleição de 2016, André fez 1.300 votos.

 

Com o “ex-chefe”

O empresário criciumense Gilson Pinheiro, dono de uma construtora e do hotel Interclass, esteve ontem com o ex-prefeito José Augusto Hülse.

Ele foi secretario municipal quando Hulse foi prefeito (inicio da dedada de 80).

Com dois, estava o empresário José Luiz Hulse, filho de José Augusto. 

 

Investimento feito

A deputada federal criciumense Geovania de Sá, PSDB, foi conferir a calçada de 600 metros que está sendo construída em Forquilhinha com verba de r$ 250 mil do seu mandato.

 

No Instituto

O deputado federal Jorge Boeira visitou obras de ampliação do IFSC Criciúma.

O  deputado destina boa parte de suas verbas parlamentares ao Instituto. 

 

4oito

Deixe seu comentário