Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...

João Rodrigues no jogo, Leodegar candidato e outras da coluna

Chegou a hora de pedir o voto. Está terminando o prazo para registro de candidaturas. Daí, é campanha até outubro
Adelor Lessa
Por Adelor Lessa 15/08/2018 - 11:34Atualizado em 15/08/2018 - 11:41

Daqui a algumas horas termina o prazo para os registros de candidaturas, é mais uma etapa vencida. Os nomes estarão postos, os times formados, as coligações fechadas. Chegou a hora de colocar o time na rua, de pedir o voto para o eleitor. São 52 dias para mostrar e comprovar que se é a melhor opção para o futuro do país.
Nesta corrida eleitoral, vamos analisar como se comportarão os candidatos e seus times de marqueteiros, que, com bem menos dinheiro em mãos, as campanhas terão que se adaptar. A internet será a grande ferramenta para o bem e também para o mal. Teremos que ter muito cuidado, pois as notícias falsas, plantadas, multiplicar-se-ão.
Em Santa Catarina, são nove candidatos ao Governo do Estado. Mas a corrida eleitoral não deve fugir da polarização entre Gelson Merisio (PSD) e Mauro Mariani (MDB), as duas maiores coligações, e correndo por fora estará Décio Lima (PT). O PSL aposta na onda Bolsonaro.
No país, 13 concorrem à Presidência da República. E está aí mais uma peculiaridade deste pleito. O PT registra hoje a candidatura do ex-presidente Inácio Lula da Silva, mas não deve ir longe. Os ministros do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) têm dado vários indicativos de que irão barrar todos em condenação em segunda instância. Fernando Haddad e Manuela D’Ávila serão colocados em campo.
Está dada a largada.

Muda o jogo

João Rodrigues (PSD) conseguiu, em cima do laço, importante decisão do Superior Tribunal de Justiça (STJ) que o coloca no jogo na corrida eleitoral para a Câmara dos Deputados. Com a confirmação de que sua pena já prescreveu e de que ele deve ser solto imediatamente, os advogados correm contra o tempo para que ele venha ainda hoje a Santa Catarina registrar sua candidatura. Um dos mais votados em 2014, muda todo o jogo e fortalece a coligação do PSD.

Exemplo

Desde que foi lançado, o Observatório Social Criciúma vem cumprindo, e muito bem, o seu papel. Vem fiscalizando de perto os gastos públicos e já obteve ótimas respostas, como no caso do alto número de medicamentos distribuídos pela Prefeitura de Criciúma. Agora, teve ação selecionada para o concurso nacional de Boas Práticas. Uma ideia simples, básica, mas que faz muita diferença. Vídeos ensinam o cidadão acessar informações do Portal da Transparência. É ali que estão todas as informações dos órgãos públicos, mas, muitas vezes, não são tão fáceis assim de achar. O Observatório Social mostra, mais uma vez, que pequenos gestos significam muito.

Desinteresse

A pesquisa realizada pelo IPC, a pedido do Legislativo, sobre a opinião do cidadão criciumense sobre a troca de horário revelou o desinteresse pelos trabalhos do Legislativo. Dos 625 entrevistados, 53,8% se disseram indiferentes ao horário em que as sessões são realizadas.

Tomando gosto

O vice-presidente da Câmara de Vereadores de Criciúma, Miri Dagostin (PP), está tomando gosto. Ontem, mais uma vez, ele comandou os trabalhos do Legislativo com a ausência do presidente, Julio Colombo (PSB), que representava a Câmara em evento fora. Miri é um dos nomes cotados para assumir a Presidência no ano que vem.

Anuncia hoje

O PP do Sul deve apresentar a candidatura de Leodegar Tiscoski a deputado federal, na noite de hoje, no evento regional que recebe o candidato ao Governo Gelson Merisio (PSD), a vice João Paulo Kleinubing (DEM), e ao Senado Esperidião Amin (PP) e Raimundo Colombo (PSD). O nome de Tiscoski foi fortalecido na segunda-feira, após recuo de Ângela Ghislandi. A vaga se abriu após desistência de Jorge Boeira de concorrer à reeleição.

Vai mudar

A Câmara de Vereadores de Criciúma deve mesmo seguir o exemplo de outras câmaras como de Florianópolis, Joinville e Blumenau, e realizar as sessões ordinárias mais cedo, às 17h. O projeto de lei já foi lido em plenário e está tramitando nas comissões. Certamente será aprovado, caso não haja alguma reação da população. A alegação do presidente, Julio Colombo (PSB), é que irá gerar economia para a Casa com a diminuição de pagamentos de horas extras, por exemplo. Para quem estiver trabalhando no momento, a alternativa será assistir pelas redes sociais, já que os vídeos ficam disponíveis.

Anfitrião

O ex-governador Casildo Maldaner (MDB) recebeu o candidato ao Senado Paulo Bauer (PSDB) e o vice-prefeito de Içara, Sandro Giassi Serafin (MDB), e fez questão de mostrar fotos de sua trajetória aos dois (foto). A reunião ocorreu em Florianópolis, onde os três fecharam detalhes para uma nova jornada. Casildo e Sandro são os suplentes de Paulo Bauer na corrida ao Senado.

Interina: Francieli Oliveira

4oito

Deixe seu comentário