Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...

JBS - Dia D - Ou resolve ou desapropria!

Adelor Lessa
Por Adelor Lessa 16/10/2017 - 20:08Atualizado em 17/10/2017 - 08:13

A reunião de hoje, 10h, na secretaria de agricultura do estado, em Florianópolis, deve ser a última dos prefeitos e deputados do sul com a direção da JBS em busca de um acordo para evitar o fechamento da unidade industrial de Morro Grande.

A partir de amanhã, se der acordo, os encaminhamentos serão feitos, em regime de urgência, para evitar o “desmonte" na unidade.

Se não de acordo, os procuradores do município, por orientação do prefeito Valdionir Rocha, devem protocolar ação judicial para desapropriação do imóvel onde está a fabrica.

Se a decisão for favorável, a fábrica passará ao comando do município, que poderá negociar com inventores interessados.

Os procuradores do município estão estudando a matéria faz mais de trinta dias.

Ontem, o assunto foi tratado na reunião em Florianópolis (foto) com advogados do governo e da prefeitura. Os advogados do estado acrescentaram novos pareceres à tese desenvolvida em Morro Grande.

O principal argumento é que o município cedeu a área à Tramonto e ainda “participou" da construção, mediante compromisso de operação da empresa durante décadas. Depois, a Tramonto foi vendida para a JBS.

A reunião de hoje, 10h, terá a presença dois diretores nacionais da JBS, Ivo Dhreer e José Antonio Ribas. Em principio, os dois virão com poderes delegados pela presidência da JBS para negociar a unidade industrial.

Os prefeitos querem uma definição - querem vender? por quanto?

Um investidor interessado também poderá participar.

Os deputados do sul e os secretários de estado Moacir Sopelsa, da agricultura, e Acelio Casagrande, de relações nacionais, vão atuar como “mediadores”.

A possibilidade de desapropriação é radical. Mas, não resta outro caminho a tentar. É isso, ou aceitar a derrota da região, com a confirmação do fechamento da fabrica.

4oito

Deixe seu comentário