Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...
4
* as opiniões expressas neste espaço não representam, necessariamente, a opinião do 4oito

Instituto que administra hospital de Araranguá entra com mandado de segurança contra secretário da Saúde 

Adelor Lessa
Por Adelor Lessa 21/10/2021 - 20:53Atualizado em 21/10/2021 - 20:55

Já está na justiça o impasse entre o IMAS, Instituto Maria Schmitt, que administra o Hospital Regional de Araranguá e o governo do estado.

O IMAS entrou com uma ação contra o governo, e a justiça já despachou uma liminar favorável ao instituto.

O IMAS entrou com um mandado de segurança contra ato ilegal que teria sido praticado pelo secretário estadual da Saúde André Motta Ribeiro.

O IMAS pede acesso a dados do estado, mas que são seus. Entre outras questões, uma visita técnica que teria sido realizada e que teria apontado supostas irregularidades e que por isso o instituto não estaria recebendo por todos os serviços realizados no Hospital Regional de Araranguá. Essa talvez a mais importante argumentação do IMAS no mandado de segurança. 

O estado contesta essa visão da instituição. A Procuradoria Geral do estado diz que o IMAS cria uma cortina de fumaça em torno do assunto. Que quer receber, mas não quer ser fiscalizado e que, inclusive, a situação do Hospital Regional de Araranguá se agrava e ai aponta irregularidades que estariam acontecendo no hospital.

Enfim, é uma situação delicada. Uma briga que agora vai para o poder judiciário. E pode sobrar, evidentemente, para a comunidade de Araranguá porque dependendo do encaminhamento, pode acabar precarizando a situação do hospital de Araranguá 

Faz mais ou menos 5 meses que estamos tratando disso. Eu já ouvi posição dos dois lados. Mas fica claro que tem ruído na comunicação.

O IMAS não é bom; rompe contrato. O IMAS tem razão dê razão ao IMAS. Mas não pode prejudicar o serviço do hospital de Araranguá. 

4oito

Deixe seu comentário