Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...
CORONAVÍRUS - Saiba mais aqui
* as opiniões expressas neste espaço não representam, necessariamente, a opinião do 4oito

Empresa de Araranguá envolvida no caso dos respiradores

Adelor Lessa
Por Adelor Lessa 26/05/2020 - 06:57Atualizado em 26/05/2020 - 07:49

Empresa de Araranguá aparece no caso dos respiradores. A Edera. 
No depoimento que fez ao Ministério Público, o ex-secretario Douglas Borba cita operação feita com a empresa.

Ele afirmou que foram pagos R$ 4 milhões por 30 respiradores via a empresa Edera, pagamento tambem adiantado e os equipamentos tambem não entregues.

As revelações de Douglas foram publicadas pelo jornal Noticias do Dia, de Florianópolis, que teve acesso ao depoimento que consta no processo dos respiradores.

Douglas disse:
“Um fato novo que eu trago, desde que a gente descobriu essa compra dos respiradores, é que o governador ordenou que fosse feita uma sindicância, uma varredura em todos os contratos durante a pandemia e nós detectamos mais um processo grave ocorrido na Secretaria da Saúde, datado de 19 de março, de mais uma compra de respiradores”.

O ex-secretário disse mais:
“Na verdade, são dois processos, um de 20 e outro de 10 respiradores. Totalizam cerca de R$ 4 milhões, de uma empresa chamada Edera, o pagamento de igual forma foi feito antecipado e também não foram recebidos pelo governo do Estado os equipamentos comprados.

O jornal Noticias do Dia acrescenta:

No dia seguinte, o ex-secretário da Saúde, Helton Zeferino, também prestou depoimento e confirmou o que disse Douglas.

 

 

4oito

Deixe seu comentário