Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...

Eduardo: “candidatos não estão tratando dos grandes problemas do estado”

Adelor Lessa
Por Adelor Lessa 14/09/2018 - 06:01Atualizado em 14/09/2018 - 06:55

A explicação para a campanha modorrenta para governador do estado pode começar pelo que disse ontem o governador Eduardo Moreira: “Os candidatos não estão discutindo os grandes problemas do estado, e estão insistindo em situações irreais”.

No seu entendimento, é preciso discutir uma reengenharia do estado, com iniciativas que mudem as regras vigentes, inclusive em relação ao repasse da receita do estado para outros poderes. 

Ele projetou: “Se continuar como está, não vai ter dinheiro para investimento, a receita do estado será usada apenas para pagar previdência, folha dos servidores e despesas de manutenção”.

O governador apresentou um relatório das contas do estado durante reunião com dirigentes de entidades do setor de comunicação do estado, na Associação Empresarial de Florianópolis.

Os números impressionaram. Se fosse uma empresa privada, já estaria “quebrada” faz muito tempo. 

Eduardo garantiu que não sabia que a situação do estado era tão grave, mesmo sendo vice-governador. “Tudo era muito fechado na secretaria da fazenda, que tinha o controle absoluto, ninguém sabia de nada, só era dito o que interessava”.

Outra revelação feita ontem: "o estado teve as contas bloqueadas em julho (para pagamento de precatórios) e só foi conseguir certidão negativa faz duas semanas. “Perdemos muitos recursos de Brasilia porque não tinha a certidão”, acrescentou.

 

Mais inativos

Revelações de Eduardo Moreira: 

1- “Em número de servidores do estado hoje já tem mais inativos do que ativos. Em valores, ainda não. Mas, vai chegar lá, e vai faltar dinheiro para pagar. Tem que ter mudanças nas regras”.

2- “Investimentos em Santa Catarina nos últimos anos foram feitos com empréstimos/financiamentos, porque não tinha saldo em caixa”.

3- “Tenho que trabalhar muitas vezes como cardiologista no governo, pelo volume de pressão e a situação delicada”

4- “Quando assumi, em fevereiro, o deficit projetado era r$ 2 bilhões, e conseguimos reduzir para  r$ 1,2 milhão”. 

 

Na Serra

Eduardo Moreira deu uma boa noticia para a região: 

“com a certidão negativa recuperada, serão liberados nos provimos dias os recursos para recuperação da Serra do Rio do Rastro”.

 

PM em números

Na década de 90, o batalhão da policia militar em Criciuma tinha 290 policiais.

Hoje, o batalhão 240 homens.

Informação repassada pelo comandante da PM em Criciúma, tenente coronel Evandro Fraga, que está deixando o cargo.

 

Pé na estrada

Deputada federal Geovania de Sa, PSDB, colocou tênis, abrigo, camiseta e foi fazer panfletagem, ontem, para sua campanha à reeleição em portas de fabricas.

Geovania deverá fazer a maior votação entre os candidatos a federal do PSDB.

 

Pé na estrada 2

Deputado Ricardo Guidi, PSD, candidato a deputado federal, foi pessoalmente distribuir seu material de campanha em empresas de Criciúma.

O pai, ex-deputado Altair Guidi, está “presente" em todo o material.

 

4oito

Deixe seu comentário