Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...

Demonstração de força da bancada do sul

A mobilização pela BR-285, a situação de Ricardo Guidi e a crise no PP de Criciúma em pauta
Adelor Lessa
Por Adelor Lessa 15/08/2019 - 18:43Atualizado em 15/08/2019 - 18:44

Sem dúvida a inclusão da BR-285 na pauta e o compromisso que foi ouvido e registrado é uma operação dos deputados da região, Ricardo Guidi, Geovania de Sá e Daniel Freitas. Essa é a melhor notícia para o sul, o dinheiro está garantido, compromisso do ministro dito em um vídeo, com todas as letras, que a obra será inaugurada em 2020. Ótimo. É o que queríamos ouvir, ver registrado. É a melhor notícia da semana.

Há que se registrar a visível demonstração de prestígio do deputado Daniel em Brasília. Essa da BR-285 é articulação dos três, mas o Daniel está trazendo o vice-presidente a Criciúma, está trazendo o ministro Sérgio Moro e gravou um vídeo com o ministro de Infraestrutura explicando a obra da rodovia.

A vaga de Ricardo Guidi

Sobre o deputado Ricardo Guidi é importante deixar claro que essas possibilidades de retirar a cadeira ou de o Ricardo perder o mandato não é nenhum processo contra ele. Ele não está sendo acusado de ilicitudes. Não é processo contra o Ricardo que pode retira-lo da Câmara. São outras questões paralelas que podem retirar o mandato. Tinha o processo do João Rodrigues, seus votos foram sustados, não foram contados, se fossem contados o João ganharia a vaga dele. Era um problema do João. Esse caso do PT é que o PT perdeu uma vaga para o PSD na Cãmara, na conta da legenda, o PSD ganhou a vaga do PT por meia dúzia de votos. O PT foi lá, viu que tinha uma candidata com poucos votos, que não foram validados, mas se validassem seriam suficientes para uma vaga. E seria a vaga do Ricardo Guidi.

Os ministros do TSE entenderam hoje ao contrário do deputado, e quem julga são eles. Por maioria, os ministros deram razão ao recurso do PT que, nessa ordem, pelo que está hoje, o processo não for concluído, mas se for concluído mantendo e consolidando o que foi hoje colocado, ou seja, o Ricardo perde a vaga. Daí a cadeira será da deputada Ana Paula Lima. O Ricardo não merecia estar nesse fogo cruzado, mas tem essas circunstãncias que colocam em risco a sua vaga.

A crise no PP

A crise no PP de Criciúma. Crise grave, aguda, e ficou mais aguda depois de ontem à noite. Havia uma disputa interna, forte pelo comando do partido. E várias questões motivaram essa divisão, a principal delas, a eleição de 2020. Quem estar com Salvaro é um grupo, quem quer estar contra é outro grupo. Tentaram candidatura de consenso, não foi possível. O ex-deputado Valmir Comin fez longo pronunciamento defendendo o entendimento e propôs que a eleição fosse postergada, até porque o senador Esperidião Amin estará nesta sexta em Criciúma e ele deveria trabalhar na tese do consenso.

Outros tantos se manifestaram e essa proposta do Comin foi derrotada. Falaram os candidatos, foram para o voto, Paulo Conti ganhou, ele que é defendidoo pelo vereador Paiol, Gilson Pinheiro e outros líderes. Ganhou de Miguel Pierini que é defendido pelo vereador Miri Dagostin e outros. Conti ganhou e, no discurso da vitória, convidou Miguel Pierini para ser o vice na Executiva. Ele aceitou. Hoje pela manhã, por volta de 10h, ele nos ligou comunicando que desistiu, que não será o vice-presidente do PP. Ele fez uma série de relatos, de que houve ilegalidades na convenção, de que votaram alguns que não poderia, e teriam feito no PP a prática da velha política. Palavras dele, renunciando à vice-presidência menos de 12 horas depois de aceitar.

Nesse momento, a situação no PP é delicada, o partido corre risco de desfiliações, a começar pelo vereador Miri Dagostin, que foi derrotado em um movimento liderado pelo vereador Paiol e por Gilson Pinheiro, recém filiado. Miri estaria disposto a sair. Ele não confirma, não diz publicamente, mas são informações de bastidores do PP, que estão aquecidos.

4oito

Deixe seu comentário