Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...
* as opiniões expressas neste espaço não representam, necessariamente, a opinião do 4oito

Delegada decide não indiciar Daniel

Adelor Lessa
Por Adelor Lessa 26/01/2020 - 15:55Atualizado em 26/01/2020 - 16:12

O inquerito que apurou denúncia de  agressão física do deputado federal Daniel Freitas, PSL, contra a esposa, foi concluido sem o seu indiciamento.

A delegada que concluiu o inquérito, Juliana Freitas Zapelini, titular da delegacia da mulher de Criciúma. entendeu que não havia dados e provas suficientes para o indicamento.

A delegada entregou o inquerito ao Forum de Içara na sexta-feira.

A denúncia contra o deputado foi feito pela própria mulher, que foi pessoalmente na delegacia do Balneário Rincão fazer o registro do boletim de ocorrênca. Estava acompanhada de vizinhos da casa de praia.

O inquérito foi encaminhado durante menos de uma semana na delegacia do Rincão, e depois transferido para a delegacia da mulher de Criciuma, onde ficou uma semana.

O delegado regional de polícia, Vitor Bianco Junior, que tratou do assunto pessoalmente enquanto estava na delegacia do Rincão, disse que havia fotos no inqúerito, e filmagens, feitas na delegacia durante o boltim de ocorrencia, que seriam de agressões sofridas pela mulher de Daniel.

Com o inquerito concluido e entregue no Forum, o juíz deve repassar imediamente ao Ministério Público para que se manifeste.

Só depois, o juiz decidirá pelo arquivamento ou abertura de processo.

A delegada ouviu testemunhas e fez diligências, antes de concluído o inquerito.

Entre os ouvidos, a mulher de Daniel, o próprio deputado, o seu sogro, e vizinhos do casal.

 

4oito

Deixe seu comentário