Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...
* as opiniões expressas neste espaço não representam, necessariamente, a opinião do 4oito

Dário detona comando do MDB e diz que está sendo mandado embora

"O MDB virou uma grande corretora, que vende apoio e faz o toma lá dá cá", afirmou
Por Adelor Lessa 08/12/2021 - 09:51 Atualizado em 08/12/2021 - 10:54

O senador Dário Berger, MDB, fez o ataque mais duro ao comando estadual do partido e sinalizou objetivamente para a possibilidade de se filiar no PSB para ser candidato a governador em 2022.

Ontem, dia do seu aniversário, Berger foi homenaegado pela direção nacional do PSB com um bolo onde estava escrito "Parabéns senador, seja bem vido".

A foto foi publicada nas redes sociais.

Hoje cedo na rádio Som Maior ele disse:

"O cachorro entra na igreja porque a porta está aberta. Pois, se o MDB fechar as portas para minha candidatura ao governo, eu vou para onde as portas estão abertas para mim, e no PSB as portas estão abertas faz tempo", afirmou.

Mais adiante, acrescentou: "Eu fui convidado para entrar no PSB, as coisas estão caminhando, vamos buscar o entendimento".

As afirmações do senador durante toda a entrevista foram sempre duras com a direção do partido. 

Ele disse que está percebendo que está sendo mandado embora do MDB e disparou:

- "O MDB está negando as suas origens. A sua tradição, a sua história e a sua bandeira. Virou um partido clientelista, e corporativista, como jamais vimos outros partidos. Virou uma grande corretora. Vende apoio, vende a sua imagem, vende a sua história. Isso é muito ruim para o MDB e para a democracia. O partido está praticando o que de mais velho existe na politica que é o toma-lá-dá-cá. E eu não posso compartilhar com isso".

O senador fez críticas diretas à direção do partido pela  forma como está sendo conduzido o processo, afirmou que as candidaturas de Antidio Luneli e Celso Maldaner ao governo são "candidaturas denorex" e que estão preparando para vender o MDB para o Governador Moisés. 

- "Está na hora de colocarmos os pingos nos is. As candidaturas do Antidio e do Celso são candidaturas denorex, que parece que é, mas não é. São candidaturas para compor uma chapa majoritária, mas não para ser protagonista principal. Até porque em todas as pesquisas e nas regiões por onde eu passo, as candidaturas deles não exixtem. É traço. Então, entendo que as candidaturas deles são como uma cunha que colocaram para vender o partido. O MDB tem que decidir o que quer. Dentro da atual circunstância e da conjuntura de momento  eu sou o melhor candidato do partido, mas se o MDB não quer que eu seja o candidato, se quiser vender o partido para o Moisés, que me digam na minha cara, porque não vou me submeter a nenhum jogo sujo e rasteiro".

Por fim, o senador Dário garantiu que vai oficiar ao partido que vai esperar uma definição sobre candidatura ao governo do estado até o dia 20. 

A entrevista deixou duas impressões muito evidentes.

Primeira - que o senador está fazendo o caminho de saída.

Segunda - que é candidatísimo ao governo em 2022. Pelo PSB.  

 Abaixo o audio da entrevista que eu e Upiara Boschi fizemos com o senador hoje na rádio Som Maior. 

Copyright © 2021.
Todos os direitos reservados ao Portal 4oito