Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...
* as opiniões expressas neste espaço não representam, necessariamente, a opinião do 4oito

Dalvânia estável, Alex consolidado em segundo e Arnaldinho distante

Maior oscilação comparando com pesquisa anterior é a queda de Arnaldinho
Adelor Lessa
Por Adelor Lessa 06/11/2020 - 18:30Atualizado em 06/11/2020 - 18:56

A pesquisa que a coligação do Arnaldinho Lodeti, MDB, tentou impedir que fosse divulgada, acabou liberada pelo juiz eleitoral de Içara, Fernando Ritter. O juíz entendeu que não tinha fundamento/procedência  a alegação da coligação e revogou hoje à tarde a liminar que havia concedido para suspensão da pesquisa.

A manobra, enfim, não deu certo.

Tentaram enganar o juíz, mas não conseguiram. Prevaleceu a verdade dos fatos.

Na conclusão de sua decisão, o juíz Ritter escreveu:

"Em que pese para fins de concessão liminar foi possível concluir-se pela probabilidade do direito, após a manifestação das partes, não mais se vislumbra a presença de tal requisito. Dessa forma, inviável a manutenção da proibição de divulgação, notadamente em razão da fragilidade dos argumentos manejados pela Coligação representante   .Sendo assim, REVOGO a liminar anteriormente concedida, autorizando a sua divulgação".

No corpo da decisão,  a operação da coligação de Arnaldinho foi fulminada pelo juíz Fernando Ritter.

O episódio também representa um atestado de idoneidade ao Instituto IPC, na medida em que ficou comprovado que a pesquisa foi bem feita, dentro dos padrões técnicos, e que o Instituto trabalha com seriedade.

Mas, por que eles não queriam a divulgação da pesquisa?

Não lembro de candidato de candidato que esteja na frente tentando impedir a divulgação de pesquisa de Instituto sério.

No caso, não foi a Dalvânia, líder da pesquisa, quem tentou impedir a divulgação.

Por coincidência (ou não) foi Arnaldinho, que se distanciou em terceiro lugar.

A sua queda foi o principal movimento da pesquisa atual, comparando com a do mês anterior.

Outro dado que chama a atenção é o percentual de rejeição de Arnaldinho. Disparado na frente.

Em números

Pesquisa do Instituto IPC mostra a estabilidade da liderança de Dalvânia Cardoso, PP. Ela tem 39,4%. Na pesquisa anterior tinha 40,6%. Oscilação dentro da margem de erro.

Alex Michels, PSD, se consolidou em segundo lugar. Distanciou de Armaldinho. Alex tem 28,4. Em outubro tinha 28,8%.

Arnaldinho, MDB, caiu de 23,2% para 19,6%. Praticamente 10 pontos atrás de Alex.

Na rejeição, Arnadinho lidera "com folga". Tem 33,6%, enquanto Dalvânia 22,6% e Alex 14%.

4oito

Deixe seu comentário