Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...
* as opiniões expressas neste espaço não representam, necessariamente, a opinião do 4oito

Criciúma está aceitando muito fácil os "nãos". Não pode ser assim!

Adelor Lessa
Por Adelor Lessa 05/10/2020 - 14:53Atualizado em 05/10/2020 - 15:17

Tempo vai, tempo vem, e tem algumas pautas que são recorrentes, são repetitivas, porque não são resolvidas.

E o que preocupa é a impressão que nos acostumamos com os "nãos". E a aceitá-los, sem maiores reações.

Mas, não pode ser assim.

É inadmissível, e é preciso reagir, por exemplo, pela falta de obra naquele trechinho que falta do anel viário de Cricúma. E não nem previsão.

Da mesma forma, que a rodovia Jorge Lacerda (acesso sul de Criciúma) tenha demorado tanto para encaminhar a licitação. 

Ou, que o Centro de Inovação continue travado na burocracia, mesmo com dinheiro em caixa, verba "carimbada" para fazer. Só falta liberar.

E as coisas não andam. E  fica assim.

E não pode ser assim.

Criciúma está ficando cada vez mais distante das grandes cidades do estado, outras passando por ela.

Criciúma já foi a quarta cidade do estado. Hoje está depois do décimo lugar.

A quem perguntar por que, a reposta é simples - por estas e por outras.

Criciúma está ficando para a segunda rodada de conversa.

Nos que vivemos em Criciúma conhecemos o espírito empreendedor, vencedor, arrojado, do seu povo.
Sabemos das dificuldades que já foram vencidas.

Mas, é fato que Criciuma não tem o tratamento que merece e precisa no núcleo de poder do estado

E assim, vai ficando para trás.

A cidade não recebe os investimentos que precisa para infraestrutura e logística, e por isso não atrai o mesmo volume de negócios que as outras, e vai crescendo menos. E vai ficando para trás.
E vai colocando receita menor a girar.

Isso tem que mudar.

Pode uma prioridade para o próximo prefeito da cidade.

 

4oito

Deixe seu comentário