Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...

Concessão da BR-101 ainda no primeiro semestre

Ministro da Infraestrutura confirmou ao governador Carlos Moisés que agiliza os pedágios no trecho sul da rodovia em SC
Adelor Lessa
Por Adelor Lessa 25/01/2019 - 10:53Atualizado em 25/01/2019 - 10:55

Interina: Francieli Oliveira

A concessão da BR-101 sairá antes do que o esperado. O ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes, disse ao governador Carlos Moisés, que cumpriu sua primeira agenda oficial em Brasília, ontem, que o anúncio será feito em breve e que o leilão deverá ocorrer até o final do primeiro semestre.
No fim do ano passado, após inúmeras contestações em relação à quantidade de praças de pedágios, se chegou ao acordo que a concessão não seria mais realizada em 2019 e sim em 2020 após novos estudos. O acordo foi com o Departamento Nacional de Infraestrutura (DNIT).
Agora, parece que ainda nesse ano a rodovia terá os pontos de pedágios. A concessão é uma tendência do governo do presidente Jair Bolsonaro, que já fez sua campanha eleitoral em cima da proposta.
A concessão também não é questionada pela maioria dos usuários da rodovia federal, que entendem que trará melhorias na conservação. O problema é a quantidade de pedágios impostos e o valor. O que não pode acontecer é o Sul pagar pela má concessão realizada no trecho Norte. É em cima disso que os novos deputados, que assumem em 1º de fevereiro, devem ficar atentos.
A última proposta do DNIT é de quatro praças entre Imbituba e Passo de Torres. O valor seria acima dos R$ 4 em cada uma.
Na semana passada, já havia indicativos de que o processo estava andando. Uma estrutura improvisada às margens da rodovia federal, em Araranguá, era utilizada por uma empresa interessada em participar da operação e que estava ali para fazer a contagem de veículos pequenos e de caminhões que cruzam o trecho todos os dias.
Na mesma reunião com Moisés, o ministro anunciou que as obra no Aeroporto Hercílio Luz em Florianópolis estarão prontas até o fim de outubro desse ano.
A agenda oficial, divulgada pelo governador, fala ainda em investimentos nas BRs 470 e 280. Importantes rodovias federais e fundamentais para o desenvolvimento de Santa Catarina.

Outras visitas

A comitiva catarinense, liderada pelo governador Carlos Moisés, ainda esteve com outros ministros como da Casa Civil, Onyx Lorenzzoni; Desenvolvimento Regional, Gustavo Canuto; e do Meio Ambiente, Ricardo Salles. O que não foi divulgado pela Comunicação foi o resultado do encontro marcado no STF para tratar sobre o repasse de 15% para a Saúde, estabelecido por lei aprovada na Assembleia Legislativa, e questionada no STF desde a gestão passada.

Novo presidente

O prefeito de Maracajá, Arlindo Rocha (PSDB), toma posse, hoje, como presidente da Associação dos Municípios do Vale do Araranguá (Amesc). A eleição e posse estão marcadas para as 10h. Arlindo está no seu primeiro mandato como prefeito e vem realizando uma gestão técnica em Maracajá.

De novo

O vereador de Içara, Márcio Dalmolin (PSD), teve o mandato novamente cassado. A decisão dessa vez é da Justiça Comum, ainda em primeira instância na Comarca de Içara. Cabe recurso no Tribunal de Justiça. Mas a sentença é bem parecida a proferida em dezembro do ano passado pelo Tribunal Regional Eleitoral. Na Justiça Comum, a acusação é sobre o uso de salários de assessores para quitar gastos de campanha. Já na Justiça Eleitoral é por compra de votos. Uma denúncia veio em seguida da outra. Tudo foi desencadeado após um assessor resolver contar tudo o que sabia. Estava tudo documentado.

Cooperaliança

Içara vive clima de eleição. A disputa pela Cooperaliança traz movimentação igual ou bem próxima a de escolha de prefeito e vereadores. Aliás, o que acontecer neste sábado é indicação para 2020. As articulações do próximo ano já começaram e estão de olho nesse resultado. São duas chapas concorrendo. A Chapa 1 é liderada pelo ex-funcionário Dedê de Jesus com apoio de empresários, além dos prefeitos de Içara, Murialdo Gastaldon, e do Rincão, Jairo Custódio. A Chapa 2, de oposição, é liderada por Josimar da Silva com apoio de um grupo que se intitula Bolsonarista.

A nota do PSL

Circulou uma nota assinada pelos presidentes do PSL de Içara, Marcos Vuscardi, e Balneário Rincão, Marcos Stancatti. Na qual isenta o partido de qualquer candidatura à Cooperaliança. A nota reafirma que a eleição à cooperativa deve ser apartidária.

Pagamento de débitos

O prefeito de Morro da Fumaça, Noi Coral (PP), anunciou o pagamento de mais de R$ 4,5 milhões em dívidas deixadas por administrações passadas nos dois primeiros anos de mandato. Por mês, são R$ 192.269,49. Os débitos tem origens em precatórios, multa por não pagamento de FGTS, não recolhimento do Pasep, empréstimos e faturas de iluminação pública.

Nova reunião

Os prefeitos da Associação dos Municípios da Região Carbonífera (Amrec) seguem em reuniões para analisar a proposta da criação de consórcio para o fornecimento de água. A possibilidade foi levantada pelo prefeito de Criciúma, Clésio Salvaro (PSDB), caso a Casan não aceite o pedido para reduzir o valor cobrado pelo tratamento de esgoto, que hoje é de 100% em cima da tarifa de água. A primeira reunião foi na manhã de quarta-feira. Ontem, eles estiveram novamente reunidos.

Pela Quarta Linha

A vereadora Geovana Zanette (PSDB) ouviu do prefeito Clésio Salvaro (PSDB) e da secretária de Obras, Kátia Smielevski, que as obras do Finisa terão início pela região da Quarta Linha. O encontro foi para levar as demandas de pavimentação. Depois, o Governo do Município deverá partir para a Rodovia Luiz Rosso, uma das saídas da cidade.

Justiça autorizou

A deputada estadual eleita Ana Caroline Campagnolo (PSL) está autorizada a fazer postagens nas redes sociais abrindo canal para que alunos denunciem atitudes de professores em sala de aula. Essa foi a primeira polêmica protagonizada pelos eleitos em outubro. A postagem de Ana Caroline foi feita logo após a vitória de Jair Bolsonaro, no segundo turno, e rendeu muitas críticas e ações na Justiça, que culminaram com a proibição das postagens com esse teor.

Retorno às aulas

Cerca de 530 mil estudantes serão recebidos nas escolas do Estado em 2019. A Secretaria de Educação é comandada pelo criciumense Natalino Uggioni. O secretário reforça o preparo das unidades escolares para receber os alunos. Para ele, no momento, o mais importante é garantir o melhor ambiente para os estudantes e professores iniciarem as aulas.

Piso do Magistério

Por outro lado, o Sinte, sindicato dos professores da rede estadual, emitiu nota repudiando a atitude do Estado em repassar o aumento estabelecido pelo Piso do Magistério somente aos em início de carreira. A prática não é nova e vem sendo adotada pelo Estado desde 2011.

4oito

Deixe seu comentário