Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página
Carregando Dados...
CORONAVÍRUS - Saiba mais aqui
* as opiniões expressas neste espaço não representam, necessariamente, a opinião do 4oito

Boeira descarta definição em dezembro

Adelor Lessa
Por Adelor Lessa 07/12/2019 - 07:07Atualizado em 07/12/2019 - 07:07

Se o PP tiver que tiver que decidir em dezembro sobre candidatura a prefeito, definitivamente não terá Jorge Boeira como candidato. Ele mantêm posição de só encaminhar definição a partir de março.
Foi o que o próprio Boeira avisou, nesta sexta-feira, no escritório da Metalúrgica Pagé, em Araranguá, uma das empresas da sua família.
Boeira é empresário e já tem a Hybel, em Criciúma, desde a década de 70.
A família da sua esposa, Angela Pasquale Boeira, tem várias empresas, inclusive a Pagé.
Como Angela e os irmãos fizeram divisão dos negócios, ela ficou com a Pagé, e Boeira assumiu compromisso de auxiliar na reestrutura da empresa, missão que está cumprindo desde o primeiro semestre, e que só deve concluir no início de 2020. Por isso, fixou março como prazo para decisão sobre candidatura.
“Não vou furar compromisso com a minha família em hipótese alguma. Isso estava bem alinhado com o partido. Mas, se o PP decidir por tomada de decisão sobre candidatura em dezembro, aí não contem comigo”, assegurou.
Durante a semana, o prefeito Clesio Salvaro, PSDB, voltou a insistir na possibilidade de o PP ingressar no seu projeto de reeleição. Tratou do assunto com o deputado José Milton Scheffer, na quarta-feira, em Florianópolis.
Mas, ele estabeleceu um prazo para decisão. Final do ano.
Scheffer prometeu discutir com o PP de Criciúma até domingo. Deve dar um retorno para prefeito na segunda-feira.
Diante da circustância, o que pode ser concluído é que se o PP quiser ficar com Salvaro, vai encaminhar decisão para dezembro.
Se deixar para decidir em março, Boeira deve ser candidato.

 

4oito

Deixe seu comentário